medication without a prescription

Sou Emanuella Maria (Manu), uma romântica inconsolável que adora coisas vintage e viajar. Há 7 anos moro na capital americana, Washington DC e neste espaço divido um pouco da vida no estrangeiro e o que me inspira no dia-a-dia. Falo das coisas que faço, do que gosto e o que me faz feliz.

Buscar no blog















30.10.2014

NAO DESISTA DOS SEUS SONHOS

“Nunca desista de seu sonho. Se ele acabou numa padaria, procure em outra”.

- Barão de Itararé

Eu sei que essa frase parece boba, mas ter um sonho é muito importante. A capacidade de sonhar sempre foi o grande segredo daqueles que mudaram o mundo. Os sonhos alimentam a alma e dão asas a inteligência.

Mas eu sei que chegar lá e conquistar esse sonho não é fácil. Todos nós enfrentamos obstáculos na busca de nossos objetivos, sejam eles profissionais ou pessoais.

Antes de deixar de lado um sonho, um projeto ou um plano, pergunte si mesmo

// Você está agindo por impulso ou emoção ou realmente é uma decisão pensada?

Às vezes, nossas emoções nos dar dicas sobre o que queremos e o que devemos fazer, mas outras vezes eles são apenas respostas ao estresse, e talvez até mesmo, indicações de que estamos no caminho certo. Se você está agindo nesse momento por intensa emoção, seja raiva, medo ou frustração, você pode se arrepender uma vez que a onda passou.

Então sente-se. Tome nota do que você está sentindo. Em seguida, faça algo quando você se acalmou. Pelo menos, você saberá que você tomou sua decisão em um momento de paz e clareza.

// Quanto você já investiu ?

Um estudo em psicologia chamado “the sunk cost principle” indica que quanto mais nós investimos em alguma coisa, menos provável que vamos nos afastar prematuramente desse plano.

Quanto você investiu na sua meta? Quanto dinheiro e tempo você dedica? Quantos sacrifícios você já fez? Você está realmente disposto a jogar tudo para cima

// Você tem medo de ter sucesso?

Um dos maiores problemas das pessoas é que ninguém gosta de responsabilidade. Há muitas coisas que gostaríamos de fazer, mas resistimos porque eu não queremos impactar, ferir,  ou decepcionar outras pessoas. Mas isso não significa que não temos sonhos. Mas temos medo do que sua realização implica.

Se você pode se relacionar com esse sentimento, talvez você deva seguir esse mantra: “Grande poder vem com grande responsabilidade, mas também traz grandes recompensas”. Se você passar o jogo todo sentando no banco de reserva assistindo a o jogo você não vai machucar ou decepcionar ninguém, mas você também não vai ajudar ou inspirar ninguém. E, igualmente importante, você não vai ajudar ou inspirar-se.

Tendemos a dizer a nós mesmos que não vamos conseguir, que conquistar um sonho, um plano, uma meta parece impossível e nessas horas precisamos ouvir aquela voz que é mais forte e te diz para não desistir, para persistir que vai valer a pena quando você chegar lá.

Esses dias fiz um hike na montanha, foram 10km subindo e descendo. Foi bem difícil para mim e muitas vezes precisei parar no caminho, para descansar, beber agua e ficava repetindo que não ia conseguir. E no meio desse hike aprendi uma lição e quero dividir com vocês.

Se tiver um tempinho assista meu vídeo de 2 minutos.


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

7 Comentários

Categorias: comportamento, video | Tags:



Veja também:








 

18.10.2014

AME A VOCE MESMO AV copy

Ontem tive uma noite de cão. Não quero entrar em detalhes porque não gosto de alimentar os sentimentos negativos, mas ontem estava muito triste. Aqueles problemas que só adulto tem e muitas vezes não faz sentido pra ninguém só para você.

Fui dormir as 2:00h da manhã porque estava extremamente cansada de chorar. E acordei ás 10:00h da manhã com a cara inchada e amassada da noite mal dormida. Minha vontade era passar o dia de pijama, me afundar no sofá e comer uma pizza gigante. Por alguns minutos meu sábado estava perdido. Até que entrei no Facebook e vi a seguinte frase:

Amar é viver. Viver no amor com você mesmo.

E isso me fez refletir nas minhas escolhas. Naquele momento eu tinha duas escolhas. (i) Me afundar na tristeza e na solidão. (ii) Abraçar meu dia, me amar e viver o momento que ainda estava por vir.

Resolvi escolher a opção ii.

Antes de mais nada resolvi fazer uma meditação. Acho que todo mundo tem que ter um canto especial que gosta de ficar sozinha. Um lugar  onde você pode fechar os seus olhos e consegue refletir, e chorar, e meditar, e rezar. Pois é, fui no meu cantinho, fechei meus olhos e esperei que o sentimento bom invadisse meu coração. Não foi fácil, porque estava triste, e muitas vezes o sentimento negativo embassa todos os outros. Mas fiquei lá firme e forte, esperando. Passaram alguns minutos, não lembro ao certo, mas fiquei lá até a minha mente se alcamar e comecei a ser inundada por uma paz e um amor incondicional por mim mesma. Lembrei o quanto sou especial e todas as coisas positivas que tenho na minha vida.

Daí todo o meu dia mudou. Tomei um banho de banheira, fui ao Yoga, almocei no meu restaurante favorito, comprei uma flores pra colocar no meu quarto e agora, assim que terminar esse post, vou para um show da Courtney Barnnet com uma amiga.

Quero esclarecer uma coisa. Para amar a si mesmo, para homenagear você, como você faria com qualquer outra pessoa que ama, tem que ter auto-respeito e paciência, mesmo nos momento mais difíceis. Para se apaixonar por “você” não tem nada haver com a promoção do ego, vaidade ou arrogância.

Amar a si mesmo requer a apreciação da mente, corpo e espírito.

E a frase mais clichê é verdadeira de todas: “ame a si mesmo, em seguida, os outros vão te amar”.  Ame sua mente, as suas notáveis ​​realizações e os fracassos que o ajudam a crescer. Ame seu corpo, a beleza e as falhas que te faz assim. Ame sua alma, a felicidade entusiasmada e a liberação esplêndida de tristeza.

Abrace sua mente, corpo e alma dentro de dois braços. Dance quando você sentir vontade de dançar. Chore quando você sentir vontade de chorar. Expresse o amor que você sente dentro de si para ajudar o amor-próprio dos outros prevalecer – e, embora possa ser a viagem mais aterrorizante, aceitar-se como você é, na sua totalidade, vai fazer os outros te amar, em todas as suas diferenças, em todos suas formas e tamanhos… vai ser tão natural quanto respirar.

Sim. Compra-se flores. Abrace-se mentalmente em um abraço. Ria nos momentos que mais precise de outro. Viaje de férias sozinha, nem que seja uma viagem de um dia. Saia para dançar. Sente em um café durante todo o dia e escreva seus pensamentos, suas ideias, seus sonhos e planos.

E hoje eu lembrei mais uma vez que o amor próprio é a completa aceitação de si mesmo. Para saber quem você é, de onde você veio, e todos os lugares que você ainda tem que ir… O amor é o primeiro passo.


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

7 Comentários




Veja também:








 

14.10.2014

Numa sociedade onde ser a melhor ou a perfeita é quase um requerimento, fica mais fácil se sentir insegura e ansiosa.  E quando você é uma pessoa insegura isso reflete negativamente em várias áreas da sua vida: com suas amizades, seus relacionamentos, sua autoestima e até mesmo no seu ambiente de trabalho.

Eu costumava passar uma enorme quantidade de tempo me preocupando com a opinião das outras pessoas. Se elas gostavam de mim. Ou o que as pessoas pensavam de mim. Ou o que elas achavam da roupa que eu estava usando. Ou se o meu cabelo era adequado.

E levei muito tempo para perceber duas coisas:

1- A maioria das pessoas não estão nem aí pra nós. (Eles estão muito preocupados com o que as outras pessoas pensam deles).

2- Dos poucos que estão nos observando, ou nos julgando, geralmente são pessoas que não nos rodeiam e que não fazem nenhuma diferença na nossa vida.

Faz sentido, certo?

Mas por que será que nos importamos tanto com o que as pessoas pensam?

Eu acho que, em termos simples, isso esta construído na nossa natureza humana. Somos criaturas sociais, por isso queremos ser sociáveis; e pensamos que, a fim de ser sociável, todo mundo tem que gostar de nós. Mas isso não é verdade.

Quem tem que gostar de você é você mesma.

O nosso pior inimigo é a nossa própria mente e quando repetimos a mesma coisa pra nos mesmos, acabamos acreditando nela. E depois as outras pessoas também acabam acreditando nisso. Os nossos pensamentos se tornam realidade.

Sei o quanto a insegurança e ansiedade afetam muita gente e por isso reuni no meu vídeo minhas dicas secretas para combater a insegurança.   Não deixe de assistir:

Mas resumindo , o melhor tratamento para insegurança é o autoconhecimento e auto estima.  Por isso lembre-se:

// Não foque na sua insegurança, mude o pensamento e faça algo que  gosta.

// Tenha um amuleto que te coloque pra cima

// Olhe-se no espelho. Pense em algo bom sobre você

// Uma pessoa confidente não é a pessoa mais popular da festa, ela é alguém que se sente bem com ela mesma e não precisa da admiração ou a aceitação dos outros.

// Não se compare com as outras pessoas e nem se coloque pra baixo.

//Se você tem um namorado/ marido, não seja insegura no relacionamento. Se ele está com você foi porque te escolheu.

// Lembre que no mundo tem milhões de pessoas igual a você passando pela mesma situação.

// Aceite o que você não pode mudar e seja feliz.

Espero que vocês gostaram do post. Não deixem de deixar a sua opnião sobre o assunto e como vocês lidam com a insegurança na sua vida. Além disso ajude me a compartilhar essa mensagem, divida o link com seus amigos.

 


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

5 Comentários




Veja também:








 

11.10.2014

Inspirando a

Hoje tá um sábado chuvoso aqui em DC e a única coisa que quero fazer é tomar meu chazinho, ficar de baixo da minhas cobertas e curtir o início do outono com uma boa leitura. Antes de me perder em algum livro estou revendo o questionário do blog e algumas respostas me chamaram bastante atenção. Principalmente das pessoas que depois de lerem meus posts vivendo a vida simples e como viver de forma simples resolveram adotar uma vida mais simples.

O minimalismo é a promoção intencional das coisas que realmente tem valor e a remoção de tudo o que nos distraí. Pra ser minimalista (ou viver uma vida simples) exige uma decisão consciente. É um estilo de vida contra-cultural que está contra a cultura de consumo excessivo que nos rodeia. Parece difícil né? Mas não é.

Aqui em DC eu tento levar uma vida simples dentro das minhas possibilidades. São pequenas mudanças que fazem diferença na minha vida. Já fazem quase quatro meses que não compro roupas ou sapatos. Pra mim isso é uma conquista, até porque moro na país do consumismo exarcebado. E além disso, sempre que entra uma coisa nova na casa, uma outra coisa tem que sair. Caminho ou vou de bicicleta todos os dias pro trabalho. Há mais de 6 meses fazemos compostagem das comidas. No nosso quintal temos uma hortinha linda, onde durante todo o verão e acho que até comecinho do inverno vamos tirar nossa saladinha diária. Pratico meditação e yoga com meu namorado. Pra mim isso é um meio de me conectar mais ainda com ele e aprender a conhecer o corpo, a respiração e claro, nossos limites.

Sei que o mundo em que vivemos não é amigável para a busca do minimalismo. Suas tendências e campanhas publicitárias implacáveis ​​nos chamam para adquirir mais, melhor, mais rápido e mais recente. A jornada de encontrar simplicidade requer inspiração consistente.

Por essa razão, eu espero que você vai fazer um esforço neste fim de semana para encontrar um momento de tranquilidade com uma xícara de café ou chá e desfrutar alguns destes artigos escolhidos a dedo para incentivar mais simplicidade em sua vida.

// Vida Larga – Esse é o blog do Camilo e de sua família. Eles abriram mão da “estabilidade” para viver de acordo com o que acreditam. Vale a pena a visita.

// Lindo artigo contando a experiência de começar uma horta hurbana.

// Muito interessante a experiência dessa alemã que passou um ano sem comprar e que agora virou um livro.

// E se você fala inglês, super recomendo esse artigo sobre minimalismo e uma família australiana que jogou fora mais de 20 mil itens e vivem uma vida simples.

E você conhece mais algum exemplo de vida simples, minimalismo ou tem um link bacana pra dividir?


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

13 Comentários

Categorias: link Love | Tags:



Veja também:








 

28.09.2014

VOCê sabe o que vocêquer da sua vida-

“Se você não sabe o que você quer, a vida te dá qualquer coisa”.

Eu não sei de quem é essa frase, mas eu lembro muito bem quando escutei pela primeira vez. Estava almoçando com meu pai e na época tinha muitas dúvidas se deveria ou não largar a área de turismo para começar jornalismo. Tinha medo de largar uma área promissora, onde eu já tinha trabalho e experiência por um possível sonho de adolescente. “E se não der certo?” “E se eu não for boa jornalista?” “E se eu não fizer dinheiro?” Eram tantas dúvidas e tantos medos, e como boa geminiana eu não sabia o que eu queria.

Mas depois que ele me disse essa frase, fui dormir com um nó na garganta e no outro dia dei o passo definitivo que mudou a minha vida. E essa frase sempre me acompanhou em todas as minhas decisões. Virou um mantra que levo comigo e tento aplicar em todas as áreas: na minha vida pessoal, na minha vida profissional, nos meus relacionamentos, no meu dia a dia.

Bem, refleti um pouco mais sobre isso com um vídeo curtinho. Muita gente pediu e resolvi voltar com meu canal do Youtube:

video você sabe o que você quer da sua vida?

E essa pequena lição que meu pai me deu, me abriu outras possibilidades, pois hoje já não me contento com qualquer coisa. Pois eu sei onde quero chegar ou o que estou buscando.

E você, sabe o que quer da sua vida?

Foto por hckyso


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

13 Comentários

Categorias: comportamento | Tags:



Veja também: