Os desafios de morar sozinho.

Eu sei que você ama a sua família, mas sente que está na hora de bater asas e voar? Você já concluiu os estudos, conseguiu juntar uma graninha, tem emprego estável e quer morar sozinho? Ou está fazendo planos pra morar no exterior, se mudar com uns amigos, namorado, ou mesmo vai casar?  Independente da sua situação, antes de saltar para este novo capítulo da sua vida, você precisa de algum tempo para planejar, ou então terá algumas surpresas desagradáveis no meio do caminho.

Antes de mais nada, a primeira coisa que você precisa fazer é um orçamento. Olhe a área onde você quer morar, a cidade, o país e coloque no papel a média de aluguel, se você vai morar sozinha ou dividir com alguém. Além do aluguel calcule quanto vai gastar por mês com as contas principais, como comida, conta de água, luz, gás, internet, transporte, condomínio, telefone, tais como despesas de vestuário e entretenimento. Fora que se você for morar no Brasil vai precisar investir nos móveis da casa (muito raro encontrar um ap todo mobiliado).  Agora que você está olhando para o seu orçamento pode decidir se é  capaz de se dá ao luxo de sair da casa dos seus pais, ou precisa juntar mais uma graninha por um tempo. Agora se você acha que rola, que o dinheiro é suficiente, então meus parabéns!! Você já é um adulto!!!!!

Na Europa, nos Estados Unidos é normal sair da casa dos pais assim que termina o segundo grau e nunca mais voltar. Já vai pra universidade e daí segue a vida adiante. Para eles saber que os brasileiros moram com os país até a fase adulta e só sai de casa depois que casam, ou olhe lá (tem uns que ainda continuam). É uma coisa super estranha!!

Sei que no Brasil as coisas são um pouco diferentes, culturalmente e  econômicamente, mas claro que há excessões. Tenho amigos que moram sozinhos, outros que mudaram de estado, foram para fora do país, casaram. Eu mesma sempre fui super indepente e meu sonho era ter a minha casa, meu espaço. Aos 19 anos comecei a trabalhar (na época estudava turismo no CEFET e fazia uma graninha como recepcionista de eventos). Mas aos 24 tive uma guinada na minha vida e arrumei um trabalho que financeiramente me deixou estável suficiente para sair de casa. Não fiz nada na loucura, porque é muito fácil sair de casa e seis meses depois voltar com o rabo abanando entre as pernas. Então fiz tudo de forma pensada e planejada nos mínimos detalhes, com apoio da minha família. Estava juntando uma grana, encontrei um amigo que na epoca já morava sozinho e estava buscando alguém pra dividir um ap com ele e topei. Coincidentemente meu ex-companheiro de casa é hoje um pop star, o Daniel Peixoto (É gente já moramos juntos hehehehe, pode ficar com ciúmes ). Depois  disso, morei um tempo com um namorado em Fortaleza, o suficiente pra saber que não dava certo. E aí surgiu a possibilidade de ir para Alemanha e lá dividi a casa com três rapazes alemães (mas por incrível que pareça eles eram super organizados, limpinhos e na deles. Cada um tinha um quarto e a cozinha era super tranquila). Quando mudei pros Estados Unidos morei com uma brasileira e uma Americana (diferente dos rapazes alemães, minha vida virou um terror, uma das minhas roommates era super desorganizada e sujinha. Brigávamos todo dia, até que chegou ao ponto que a amizade acabou). Depois mudei sozinha pela primeira vez e foi um sonho, até que casei e mudei com meu marido e hoje dividimos tudo. Ufa!!! Várias experiências para contar.

Então segue as dicas:

Se você tem dinheiro para sair de casa, ótimo. Isso torna a vida mais fácil e resolve metade dos problemas. Se não, junte e espere mais um pouco o momento certo.

Na Europa e nos Estados Unidos é facil achar um ap mobiliado, ou pelo menos a cozinha ja vem completa e voce so precisa comprar coisas pro quarto e sala (cama, colchão, sofa, mesa, cadeiras…). Eu  adoro coisas vintage e vale a pena visitar uma loja de segunda mão. Mas cuidado na hora de comprar coisas para o quarto: cama e colchão eu recomendo comprar novos. Principalmente aqui nos Estados unidos, pois existe uma epidemia de bed bugs (o famoso carrapato). Então é melhor ir comprando as coisas aos poucos, compra so o colchão que é o mais importante e depois compra a cama. Uma dica é comprar móveis na IKEA, tudo lindo e barato.

Compre um livro de culinária e cozinhe em casa suas refeições. Você não precisa ser um chefe, mas sua vida vai ser outra, além de ser mais barato e saudável comer em casa. E outra você não vai querer comer arroz com ovo ou miojo todo dia, então vale a pena tentar.  Compre um livro básico de receitas pro dia-a-dia, não tem segredo é só seguir as receitas passo-a-passo que não tem como errar. Ou então peça pros seus pais mostrar como usa os temperos básicos, dá-lhe algumas receitas básicas. E olhe isso vale pros meninos também. Tenho horror a homem machista que só entra na cozinha pra beber água. Meu marido sempre cozinha para mim e faz cada prato delicioso, até pra agradar uma menina isso é uma super tática. Lembra do Mr. Right do Sex and the City que cozinhava pra Carrie???

Você também vai precisar de algumas coisas básicas para o seu apartamento. Tenha seus amigos e familiares para ajudá-lo a fazer uma lista do que você vai precisar. Tem coisas que são essenciais (tipo panela, prato, talher, abridor de lata, toalha de banho, lençois…) Uma boa idéia para começar a fazer o enxoval, comprar o que você vai precisar alguns meses de antecedência para que você não gaste muito dinheiro de uma só vez. Ou melhor, faça um chá de casa nova, convide seus amigos e passe a listinha pra eles!!!

Lembre-se essa vai ser a sua nova casa. Tente fazer dela o mais aconchegante possível. Não tem muita grana para decor, tudo bem, nada como umas fotos, umas velas, um balde de tinta, uns tecidos coloridos e um pouco de criatividade para criar um ambiente especial e agradável. Olha a categoria Decor do blog e pegue umas idéias.

Se for morar com amigo, namorado, ou marido, lembre-se que somos seres individuais, cada um com suas pecualiaridades. Aprenda a aceitar o próximo e seja paciente e não esqueça de criar regras na casa para o bom conviveo desde o inicio. Tipo, quem vai limpar a casa?? (pode ser junto, enquanto um limpa o quarto e o banheiro, o outro a sala e a cozinha, ou entao pode ser revezando, uma semana um, na outra semana o outro ou se vcs tiverem dinheiro paga alguem para limpar). Discuta em relação a comida, se vai dividir, quem faz as compras, o que é de quem, quem lava os pratos e quem cozinha. Se pode fazer festinhas na casa, pode trazer namorados (as), pessoas pra dormir na sala, coisas desse tipo. É super importante ter um diálogo aberto nessa hora e se for preciso faça um contrato de roommate no papel porque é melhor discutir detalhes bobos do que depois no futuro ter uma briga grande, parar de se falar por coisas que poderiam ter sido definidas desde o início.

b
Bem quando tudo está dito e feito, e você sair do casulo e for morar só, com amigo, fora do país, com namorado ou marido, tente fazer as melhores escolhas e aprender com os erros. Algumas semanas você pode gastar muito dinheiro em uma área e não terá escolha senão cortar em outras áreas. Na semana seguinte, você terá aprendido com a experiência e irá  tentar tomar as melhores decisões nessa área. Todo mundo fica meio inseguro no início que sai da casa dos país mas é normal. Tudo que você tem a fazer é fazer o seu melhor para planejar, aprender com seus erros e seguir adiante. Você vai ficar bem!

Se você gostou deste artigo, por favor, deixe um comentário e passe para os outros.
Não deixe de compartilhá-lo no Facebook, RT no twitter.
Siga-nos no facebook twitter.
Inscreva-se para receber as atualizações por email.

Deixe um comentário!

9 comentários

  1. Helen Fernanda

    Cada um sabe dos motivos que tem, mas no meu caso [especificamente no MEU CASO] sair da casa dos meus pais foi a minha segunda melhor decisão na vida. A primeira foi nunca parar de estudar.

    [Reply]

    Responder
  2. dayane

    Adoreiii 😀 este post 😀 obrigada e vou seguir suas dicas sem duvidas 😀

    [Reply]

    Responder
  3. Mirella

    lembrei de tanta coisa… hehehe! bjs adorei..

    [Reply]

    Responder
  4. Mônica

    Oi Manu….nossa me lembrei agora das inúmeras vezes que me mudei desde que cheguei em Floripa. Em 13 anos no minimo umas 10 vezes. Morei 01 ano na Praia do Santinho e neste mesmo lugar mudei por 03 vezes……kkkk. Uma das mudanças foi porque a Argentina que morava comigo na época, foi dormir, e tinha o costume de acender velas, ela adorava..e o gato dela bateu na vela e começou a pegar fogo no colchão e ela dormindo (eu n estava em casa). Resumindo: a gte morava numa pousada, e tinha uns surfistas hospedados de Porto Alegre e socorreram minha amiga…auhauahauaha. Eu cheguei em casa e lá estava ela, sem luz, com os móveis pra fora do gramado, sentada numa cadeira de praia, com as mãos enfaixadas olhando a lua…..ilário. Essa é minha amiga Bete.
    Sempre dividi apto com galera. O máximo de mulheres que já morei foram 06…nossaaaaaaa. Qtas meninas já conheci de vários lugares. Qtas brigas, bafão..almoço juntas, choro, abraço, risada, faxina. Eu tinha medo de ir morar sozinha, de sentir solidão. Até que um belo dia…tharannn !!!! fui…e me a rrependi de não ter ido antes. A-do-rei ! Mas aí logo conheci meu marido e durou pouco…kkk.
    Como dizia minha mãe, vc so vai aprender o valor de uma lata de óleo qdo for morar sozinha. É verdade.
    Também tenho muitaaaas histórias.

    Boas dicas pra quem pretende morar sozinha. 🙂

    Bjus Manu !!!!!

    [Reply]

    Responder
  5. Del

    Ótimo post! Tenho 23 anos e sonho alto em morar sozinha. Tive uma mínima experiência quando morei na Suíça, mas como trabalhava na casa de uma família não era assim MORAR SOZINHA! Mas tive um gostinho da coisa. Gostei demais das dicas, elas nunca são o suficiente para quem pensa em começar a vida fora do ninho 🙂

    [Reply]

    Responder
  6. Veronique.

    Desde que eu me lembro planejo sair de casa aos dezoito anos ou pouco depois, não que seja ruim morar com meus pais, mas tenho certeza que não teria liberdade morando com eles nem com 40 anos, haha. Acho essa cultura dos Estados Unidos incrível! Quero um trabalho de aprendiz desde meus 15 e não me deixam, pode? Enfim, vou educar meus filhos assim: independencia não significar amar menos.
    Ah! Sobre seu comentário no meu blog, haha, deve ser a cara de bolacha – como diz minha mãe – e o cabelo, já que cada vez é mais difícil encontrar alguém de cabelo cacheado, principalmente curto, por aqui! 😀
    Beijos :*

    [Reply]

    Responder
  7. Luana

    Acho que só vou saber como é morar sozinha quando eu casar!!! 🙂

    [Reply]

    Responder
  8. Gabriela

    Adorei as dicas! Eu ainda tenho 15 anos mas ja estou planejando desde já. Suas dicas me ajudaram muito.

    [Reply]

    Responder
  9. Calô

    Me amarrei nas dicas.
    Eu e namorado estamos pensando em morar juntos ainda este ano então, conselhos nunca são demais. E os seus são super sensatos.

    beijos! E até!

    [Reply]

    Responder