Grande Magia – Coragem

image1 (1)

Esse mês de fevereiro comecei uma tag nova no blog chamada Experiências Literárias e para inaugurar irei discutir aqui e no grupo do facebook  (aproveita e entra lá) o novo livro da Elizabeth Gilbert: Grande Magia: Vida criativa sem medo. E se você é um amante da leitura como eu, adoraria saber sua opinião, suas críticas, frases favoritas, pensamentos e insights que tirou do livro.

Essa semana quero me focar no primeira parte do livro: Coragem

image1 (2)Do que você tem medo?

Eu? Bem, um monte de coisas. Tenho medo de altura, de aranhas, de não ser boa suficiente, de me decepcionar, de perder a criatividade, do julgamento alheio, de ficar sozinha no final da minha vida… Se eu for pensar nos meus medos, tenho certeza que essa lista iria continuar crescendo, pois eu sou um ser humano normal e como todo mundo tenho medos. Alguns maiores que outros. Alguns racionais, outros irracionais. Alguns leves, outros pesados.

No primeiro capítulo do livro A grande Magia da Elizabeth Gilbert, a autora dá um mergulho nos medos, nas razões que temos, como alguns medos nos paralisa e o porque alguns medos são bons para a gente (pasmem!!).

Ela usa o primeiro capítulo para falar de coragem. E coragem é uma cartilha, um lembrete das – muitas vezes ridículas – barreiras e expectativas que impomos a nós mesmos.

Quantas vezes você desistiu de perseguir um projeto por causa de uma crença de que esse sonho não ia te levar a lugar nenhum? Quantas vezes não começamos algo porque simplesmente estávamos com medo do que poderia acontecer? Ou que não valia a pena explorar uma ideia porque pensamos que não somos bons o suficiente em alguma coisa?

Como uma pessoa que vive da criatividade eu sempre me deparei com o medo diversas vezes, mas eu precisei de muita coragem pra não deixar que meus medos fossem maiores do que meus sonhos, dos meus projetos. Que meus medos não definissem quem eu era.

Os medos são como fantasmas que ficam nos rondando e só cabe a você dá vida a eles ou não.

A grande Magia - Resenha do livro

E quando eu li essa passagem meus olhos se encheram de lágrimas:

Screen Shot 2016-01-31 at 8.05.54 PM

Se você leu (ou começou a ler) o livro deixe a sua opinião abaixo sobre a primeia parte do livro. E se você não leu (ainda), faça uma reflexão e responda as perguntas abaixo:

– Como o medo afetou sua vida criativa?

– Quando foi a última vez que você superou o medo? Qual foi o resultado?

– Existe um interesse ou paixão que você costumava amar quando criança que foi deixado de lado por causa do medo?

P.S.: Dia 15 (salva na agenda) volto pra terminar a discussão sobre o livro e falar das minhas frases favoritas e claro, sobre encantamento =)


Deixe um comentário!

9 comentários

  1. Larissa Correia

    Oi Manu, eu comprei esse livro por indicação sua e adorei. Estou praticamente terminando de ler e cada frase, cada passagem me abriu a janela de novas possibilidades. Olhando suas reflexões e perguntas, percebi que em muitos momentos da minha vida deixei que o medo interferisse nos meus planos, nos meus projetos pessoais. Mas meu medo está relacionado ao perfeccionismo de achar que nada não está bom suficiente.

    Responder
  2. Manu Fernandes

    Manu que delícia esse livro. Adorei essa tag nova que você criou.

    Responder
  3. Camile Carvalho

    Manu, estou na metade do livro e quando li essa parte sobre o medo, reconheci logo que muitas vezes tenho ideias que pra mim são brilhantes, mas que não as ponho em prática por pensar que os outros vão me julgar, que vão achar isso ou aquilo. Ou seja, mesmo trabalhando isso constantemente em mim, ainda penso em como as opiniões alheias vão influenciar nas minhas decisões. A questão é, como se livrar disso? Além de eu ser crítica demais comigo mesma, ainda me bloqueio pensando na opinião alheia…

    Adorei o projeto de ler o livro junto e ir comentando, já solicitei pra entrar no grupo do Facebook.

    Beijos! 🙂
    Camile

    Responder
  4. Mayara Valentim de Moraes

    Adorei tudo que escreveu! Comprei o livro e estou super empolgada para começar a ler.

    Beijos !!

    Responder
  5. Elisa

    Olá Manu!
    Estou lendo esse livro agora e estou adorando!
    Me ensinou muito sobre como gerenciar meu processo criativo, como as ideias surgem e como cultivá-las até a sua completa materialização.
    Realmente, vale muito a pena!

    Responder
  6. Cátia Rodrigues

    Eu arrisquei a voltar para a cidade onde morei alguns anos atrás. Decorrido um ano, sinto que não estou no lugar certo, mesmo parecendo ser bom para meu crescimento profissional. Neste ponto nasceu o medo!!!
    Não gostaria de estar nesta cidade, mas tenho medo de voltar para onde estava e lá não consegui o crescimento profissional que busco…..

    Responder
  7. julianolargura

    Super recomendo esse livro…achei numa biblioteca caixa que tem na nossa cidade…o devolvi depois…

    Responder
  8. May

    Manu!
    Acabei a leitura desse livro que foi indicado por você. Expandiu meus horizontes, inspirou minha criatividade e ela está me sobrevoando, como um voo de uma delicada borboleta a pousar sobre mim.
    Obrigada pela indicação.
    Um abraço!

    Responder
  9. Wanessa Duarte

    Muito bom encontrar essa página. Passa uma ótima energia e além disso, as cores….os textos… como você transmite são estimulantes. Gostei muito. Obrigada!! Virei admiradora.

    Responder