“Dê sem lembrar, receba sem esquecer.”

seu presente interiorAlgumas pessoas dizem que não existe essa tal coisa de ato altruísta, que a qualquer momento podemos fazer algo para ajudar outra pessoa, mas temos que ter algo em troca, mesmo que seja apenas uma sensação aconchegante.

E agora que vem chegando a páscoa eu estou refletindo sobre isso. Principalmente depois desse final de semana que passou, quando meu namorado sofreu um acidente, deslocou um disco da coluna e ficou imobilizado numa cama por três dias.  Foram dias que eu fiquei de babá, o ajudando com coisas simples, como segurar um copo d’agua, ou escovar os dentes. Ele já está bem, mas depois desse final de semana intenso, percebi que estamos ainda mais próximos e ele ficou muito grato com minha disposição e paciência.

Realmente não me incomoda saber que posso me sentir bem ajudando alguém. Isso para mim é um tipo completamente aceitável de egoísmo. O que me dá motivo de preocupação são as expectativas subjacentes, muitas vezes temos quando damos algo “desinteressadamente”.

Acho que todo mundo já passou por isso. Você cobre o seu colega de trabalho, porque você sabe que vai precisar da ajuda dele no próximo mês. Você dá a sua irmã R$ 20, e então, silenciosamente procurar maneiras para ela poder pagar de volta, mesmo que não seja monetariamente. Você ajuda o seu amigo a começar um novo trabalho, e depois sente raiva quando ele não é tão pró-ativo em oferecer-lhe apoio quando você precisa.

Descobri que essas expectativas causam mais estresse do que alegria. Eles estragam o ato de dar, eles criam uma certa decepção se a pessoa que ajudou não retribuir a gentileza, e amarram as nossas intenções como se tivéssemos um cartão de pontuação interna, pois coloca um limite nos nossos relacionamentos.

Recentemente eu estive me perguntando, “O que é a expectativa?” Antes de eu fazer algo por outra pessoa. A resposta que eu acho mais aceitável, por mais brega que possa parecer é: se sentir bem e dar amor. Liberando expectativas não significa que você dá às outras pessoas permissão para nos trata de qualquer jeito. Significa apenas que você  precisa checar as suas motivações e dar porque você quer, e então pedir coisas diretamente quando você precisa delas. As pessoas que se preocupam com você vão estar lá para lhe dar de volta.

Estranhamente, quando eu libero a necessidade de controlar o que eu recebo por dar, eu recebo o suficiente de alguma forma inexplicável. Recebo em forma de gratidão como foi com meu namorado, recebo em forma de experiência, recebo por está engrandecendo minha alma, recebo porque que estou trazendo um sorriso pra uma pessoa, recebo uma sensação boa.

Eu criei uma lista para você se inspirar nessa páscoa de 10 coisas que você pode dar sem a necessariamente de ter algo em troca. Ou talvez você pode escrever a sua própria lista para estimular esse espirito de dar sem expectativas.

1-     Sorria para estranhos (sem esperar nada de retorno), você pode acabar mudando o dia de alguém e quem sabe até o seu.

2-     Deixe que alguém conte a história dele sem sentir a necessidade de interropê-lo ou de contar a sua própria.

3-     Pergunte: “como eu posso te ajudar hoje?” E deixe acontecer sem pensar muito.

4-     Ligue pra aquele amigo ou familiar que você não fala há séculos, diga que você só lembrou dele hoje e que ligou pra dizer bom dia. Isso faz tanta diferença  sabia?

5-     Segure na mão de alguém quando ele se sentir vulnerável, pra deixar claro que você está ali pra apoia-lo e não para julgá-lo.

6-     Mude seus planos por alguém que você ama.

7-     Deixe comentários verdadeiros no blog de alguém, pra demostrar como o post, blog, ou as coisas que aconteceram no seu dia pode ter lhe afetado.

8-     Fale pra alguém que você acredita no potencial dele e que tudo é possível.

9-     Abrace forte as pessoas que você ama e que estão ao seu redor. Tão bom receber um abraço verdadeiro e sem motivo.

10-  Essa vou deixar em aberto pra você escrever.

Deixe um comentário!

28 comentários

  1. Claudia Aparecida

    Puxa, essa foi uma sacudida q eu estava precisando mesmo.Hoje tava meio chateada por que uma colega de trabalho que incentivei pra caralho para participar de uma seleção, para pós graduação, foi selecionada e eu ainda não sei o meu resultado.Fique achando q ela não me deu os créditos verdadeiros … vê se pode?Eu estava entrando nessa neura de achar q o mérito dela ter consigido era meu!

    Responder
    1. Claudia Aparecida

      Enfim, só quero dizer q às vezes o Universo conspira para q aconteçam coisas (no meu caso foi o seu post)para sabermos o quanto egoístas e mesquinhas nos tornamos ao nos deixar levar pela busca de reconhecimento.Obrigada.Muito obrigada, mesmo. Beijos!

      Responder
  2. Fernanda

    Oi Manu! Quero agradecer pelo seu blog e pelos seus posts realmente inspiradores, esse em especial fez mudar meu dia! Abraços!!

    Responder
  3. Juliany sampaio

    Manu, seus posts são sempre maravilhosos! É um prazer ler todos eles!

    Grande beijo!

    Responder
  4. Andreia

    Bom, suponho que com as ‘bofetadas’ que a vida nos dá de vez em quando, fica difícil pensar qual o mérito em ajudar os outros.

    Mas eu acho que há um mérito em dar sem esperar nada em troca. Dormir à noite com a consciência tranquila – pois fizemos tudo quanto pudemos para ajudar alguém mesmo que só tenhamos-nos sentado ao lado dela enquanto chorava – é uma boa recompensa. A vida não nos poderá acusar: “hoje dei-te um pão e em vez de o partires ao meio e partilhares com a pessoa que estava ao teu lado – e por acaso não tinha comido nada o dia todo – destes uma de espertinho e comeste-o todo. Aqui tens a tua recompensa: amanha não vais ter nem uma migalha!” (É só um exemplo. T_T)

    Sempre que tudo quanto fazemos aos outros, sem bom ou mau, irremediavelmente voltará a nos. E embora temos a opção de semearmos o que quisermos (podemos plantar uma árvore que dará bons frutos ou uma árvore com frutos podes, depende do que quisermos comer), a vida obriga-nos a colher aquilo que plantamos, isso muda um pouco a perceptiva de uma pessoa.

    O que quero dizer é que não estamos a dar nada se esperamos receber algo em troca. O facto é que no momento em que damos -de coração- a própria vida já nos recompensa. E como é que se sente (a satisfação do dever cumprido). Bem, não sei quanto aos outros, mas eu não gosto muito de ter a minha consciência ‘zangada’ comigo, se é que me entendes. rs

    Desculpa se ficou enorme. O teu post é maravilho!! *-*

    Beijokas

    Responder
  5. Anna

    Isso o que a gnt sempre faz né? Fazer algo sempre esperando algo em troca, mas ainda bem que tem gente pra lembrar que nós somos meio que tapados por fazer isso. Obrigada por lembrar isso Manu.
    P.s Item 7 concluído com sucesso ^^

    Responder
  6. Natalia

    Amo seus posts. Sem querer soar piegas, mas me estimulam a buscar ser uma pessoa melhor, ou a lembrar daquelas coisas simples que às vezes esqueço no turbilhão do dia a dia, ou a refletir simplesmente. Você passa um carinho enorme no seu blog, obrigada por dividi-lo. E que bom que o acidente foi só um susto. Beijos

    Responder
  7. Verônica Belchior

    Obrigada por este post! 😉

    Responder
  8. Tati

    Que delícia começar o dia lendo um post tão importante assim! Que coloca a gente pra pensar, pra agir diferente… Obrigada, Manu! Você é linda em todos sentidos! 🙂

    Responder
  9. Raphaella

    10. Não dê presentes caros para alguém com quem você se importa. Ao pensar em presentear, invista o seu tempo, o seu pensamento e todos os seus sentidos naquele plano. Faça algo com suas próprias mãos, crie, singularize, mostre o quanto o outro é importante e único. Ao presentear, pense na pessoa que vai receber o presente, procure saber o que ela gosta, seus impulsos mais íntimos e surpreenda!
    Ah, e não esqueça de escrever um cartão para entregar junto, com palavras que saíram de dentro de sua alma e do seu coração.

    Beijos.

    Responder
  10. Seguro Desemprego

    Nossa, que lindo o seu artigo. Também sou a favor do “dar sem esperar nada em troca”. Acredito que fazendo o bem para as pessoas, nos tornamos acima de tudo pessoas melhores. E talvez, ou melhor, com certeza esse benefício seja melhor que qualquer troca de favor. Beijos, Elizia.

    Responder
  11. Mara

    Manu, esse foi um dos posts mais lindos que já li desde que comecei a ler blogs (em 2005).
    Tem tudo que eu penso aí, mas nem sempre coloco em prática. Já aconteceu de eu fazer algo por alguém e esperar um “obrigado”, que nunca veio. E aí eu ficava chateada: “poxa, que pessoa ingrata! Custava agradecer??”.
    Quando somos verdadeiramente altruístas, o “muito obrigado” é uma consequência casual, que quando não vem não vai nos magoar. O ato de fazer é mais importante e já supre a “necessidade de reconhecimento” que nós, seres humanos, possuímos.
    Luto contra isso diariamente, pois sempre acho muito feio quando vejo alguém reclamando da ingratidão de alguém. Não temos o direito de julgar ninguém, isso sim é muito feio. =x

    Lá vai meu décimo item da listinha (que está maravilhosa!!):

    10- Escreva aquele e-mail que você prometeu ao seu amigo, contando as novidades, e pergunte enfaticamente como ele está. Mostre interesse pela vida dele e não deixe que a distância destrua a amizade de vocês.

    Responder
  12. Leonardo Silva Martins

    Amo quando voce faz liistinhas perfeitas !!!!

    Responder
  13. Lucia

    10- Agradecer quando alguém distante nos presentea com palavras que nos fazem sentir vontade de mudar, de ser muito melhor! Obrigada Manu! Deus te abençõe sempre.

    Responder
  14. Débora Daumas

    10. Deseje profundamente toda a felicidade do mundo para seus conhecidos.

    Responder
  15. Carmem

    Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa adorei o post,uma frase que gosto muito é: Fazei o Bem Sem Olhar a Quem,e procuro fazer isso mim sinto bem.Beijinhos

    Responder
  16. Mariana

    Realmente eu acho o seu site muito bom; adoro seus textos, as imagens… Você deveria publicar um livro de crônicas !! Abraços e Boa Páscoa =)

    Responder
  17. Carol

    Manu parei para pensar em uma palavra que defina seu blog e a que mais se encaixa aqui é amor, seu blog transborda amor. Sempre que possível venho ver se tem post novo e mesmo não comentando sempre, o que me faz sentir uma certa culpa, é o meu blog preferido. Pessoas como você são raras, acho lindo o modo como você encara a vida, alias você é uma grande inspiração pra mim. Suas palavras mudam completamente o meu dia, seus posts são feitos com tanto carinho e dedicação que é impossível não se apaixonar pelo blog. Adorei a lista, alguns dos itens eu já fiz e preciso falar, realmente coisas simples fazem toda a diferença. Semana passada ao entrar no ônibus dei um simples bom dia ao cobrador e ele sorriu e me disse que eu era a primeira pessoa no dia que o dava bom dia e que isso tinha mudado o dia dele que até então estava péssimo. As vezes coisas que parecem tão simples e comuns para uns mudam o dia de outros. Enfim adorei ver que tinha post novo, vou tentar aparecer nos comentários mais vezes! Beijos Manu, tenha uma ótima semana.

    Responder
  18. Bruno Medeiros

    O meu “10-” seria não ignorar. Talvez isso se deva ao fato da minha adolescência, mas canso de ver pessoas que não atendem o telefone, não levantam da cama para ir ver um amigo, não fazem nada para mostrar interesse e acham que, por ignorar, estão sendo mais amadas.

    E, como um bom seguidor, vou fazer o número 7: teu site é extremamente eficiente e eu saio daqui com questões que me fazem muito bem (e de vez em quando saio com respostas também, haha)! Obrigado!

    Responder
  19. Kahena Nantes

    Eu realmente precisava ler isso que você escreveu…
    Enfim, me cativou, estarei aqui agora com frequência. São poucos.
    Adorei 🙂

    Responder
  20. Loma

    É tão complicado quando, em um certo momento, uma pessoa demonstra decepção por você não corresponder as expectativas dela. Quando, por exemplo, ela faz algo por você e fica “esperando” aquele momento em que você deveria fazer por ela e não faz. Você percebe que a intenção não foi verdadeira, que há sempre um interesse no ato do auxílio e isso só decepciona. Eu busco fazer sempre o que posso por quem posso, sem esperar nadinha em troca. Sempre fui taxada de boba por isso, falavam que eu não deveria perder meu tempo ou esforço com gente que não me daria nada em troca. Acontece que a minha inocência e a minha consciência sempre me fizeram crer que fazer o bem deve vir de mim – e mais ninguém. E jamais devo esperar nada de ninguém. Vivo feliz assim, pois nesse estilo de vida, o que quer que venha de qualquer pessoa pra mim é lucro e carinho. Falei demais, né? Mas acho que o mundo seria melhor se uns ajudassem aos outros pelo simples fato de alegrar o dia de alguém e poder ser útil nesse mundo. Afinal, nada levamos dele né? 🙂 um beijo!!

    Responder
  21. Josiane Paganini

    Adoro seu blog, seus textos são tão singelos e tocam fundo no coração. Quando estou meio triste entro aqui, leio seus post e eles me dão a esperança de que tudo pode ser melhor! Parabéns!

    Responder
  22. Davison dos Reis

    Lindas palavras, eu realmente fiquei feliz só em fazer a leitura! Quando ouvi pela primeira vez “Que você tem que dar para receber” não levei tanto à sério. Mas com os momentos mais conscientes, tive a oportunidade de vivenciar essa gratidão da alma, do amor e carinho. Minha dica número 10: Deixe os padrões mentais de lado e faça sim, com amor pelo outro! A vida retribui no caminho em triplo! Abraços.

    Responder
  23. Aline Dulce

    Que post inspirador!!! Navegando aqui pela Web achei seu blog.. e engraçado estou alguns dias a,pensar nessa questão… acho muito triste que ainda haja pessoas que fazem esperando receber algo em troca… acho que quem faz,devia fazer sem esperar nada em troca, e sssim consequentemente aq vida lhe sorrirá… a pessoa interesseira que faz já esperando algo em troca, já faz não faz aquele “bem” com pureza…

    10- Seja gentil com todas as pessoas que atravessarem seu caminho… coisa boa gera coisa boa!

    Responder
    1. Emanuella Maria

      Ola querida!

      Fico feliz que achou o blog, por acaso e tenha gostado do post. Visite o Ambiente Vistoriado sempre!
      beijos e boa semana!

      Responder
  24. Felipe Schons

    Olá minha grande e inspiradora Manu! Não preciso falar que eu fico horas e horas vendo e revendo os seus posts, e a cada vez que eu leio consigo absorver mais do que imaginava. Hoje eu tinha acordado muito bem, mas como o meu namorado foi para Cuiabá em questões de trabalho, ele voltaria hoje… o que deu meio errado. Isso me fez ficar com raiva, (mesmo não sendo erro dele, mas eu sou assim e encontro dificuldades em mudar.) após essa ligação com o comentário horrível, decido abrir seu blog para ver se tinha postado algo novo. Decidi imprimir a lista e colar no meu caderninho dos sonhos. estou me sentindo realmente bem, sinto que posso ser uma pessoa bem melhor e que ainda existe salvação para as coisas ruins desse mundo. Manu, continue assim, me inspirando e inspirando á todos, você é uma grande pessoa e espero poder te conhecer um dia. Um grande beijo.

    Responder
  25. Jaciara Ribeiro

    Já cheguei a conclusão que tem que ser dar muitooooooooooo,esperar o retorno de Deus .

    Responder
  26. Shelsia Teixeira

    Uau Manu! Desde ontem que estava me perguntando porque eu crio tantas expectativas e acabo sempre decepcionada?! Estão aqui as respostas, obrigada por esse post maravilhoso.

    Responder