wal mart viagra price

Sou Emanuella Maria (Manu), uma romântica inconsolável que adora coisas vintage e viajar. Há 7 anos moro na capital americana, Washington DC e neste espaço divido um pouco da vida no estrangeiro e o que me inspira no dia-a-dia. Falo das coisas que faço, do que gosto e o que me faz feliz.

Buscar no blog











Arquivo da seção: mais sobre a Manu

20.03.2014

Nesses últimos dias aconteceram tantas coisas incríveis. Ganhei presentes lindos. Estou lendo horrores. Tirei uma folguinha do love.. (hahaha já tô morrendo de saudades) Inventei uma viagem surpresa e embarquei para o Brasil. Revi amigos, famílias, pessoas queridas. Estou me acabando com a comida cearense. Então aqui divido um pouquinho da mágica com vocês. instagram 1 ambiente vistoriado1. Terminei de ler o livro ótimo, Vista quem você é da Oficina de Estilo. Super recomendo a leitura.

2. Banho de mar pra tirar as catirobas, afastar o mau olhado e recarregar as energias.

3. E fiz uma escovinha só pra lembrar como é bom mudar de vez em quando.

4. 18 horas de vôos e  2 conexões até chegar na minha querida cidade natal.

instagram 2 ambiente vistoriado5. Mais um anel lindo pra minha coleção. Esse aí comprei no Etsy.

6. Última foto que tirei com meu baby depois de embarcar.

7. Camadas e mais camadas pra aguentar o frio de -10C que estava em DC

8. ohhhh, linda tigela que ganhei de uma amiga.

E quem quiser me acompanhar me segue lá no Instagram 

instagram Ambiente Vistoriado

 


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

2 Comentários

Categorias: fotografia, mais sobre a Manu | Tags:



 
Veja também:








 

11.01.2014

Frio_em_DC

Brrrrrrr…. Essa semana fez -5 graus em Washington DC,  mas a sensação térmica é de -16C por causa do vento. Eu gosto de um friozinho, mas esse aí foi de lascar, uma vontade de não sair de casa e passar o dia em baixo do cobertor. E vocês aí reclamando do calor no Brasil…

Esses últimos meses tem sido completamente estranhos para mim e por isso o blog meio que ficou em segundo plano. Mil perdões pelo sumiço e pelo posts esporádicos. Resolvi dar satisfação porque eu sei que tenho uma clientela fiel, que mesmo sem escrever todo dia, vem visitar meu blog vez em quando, me acompanha nas mídias sociais e sempre manda um oi por email.  E é pra você esse post.

A verdade é que esse ano de 2013, foi um ano bem diferente e TUDO aconteceu comigo. Me recuperei de uma cirurgia inesperada da vesícula, fui ao Festival de Jazz em New Orleans, viajei para o Brasil, Conheci o Colorado,  me entreguei ao yoga e a meditação, saí do meu trabalho e estou desvendando novas possibilidades, resolvi juntar os trapos com o namorado e ele mudou comigo.

Como já dizia a Marla de Queiroz, “Estou com sede de mudanças, mas não quero arrastar os móveis, nem desentortar os quadros. Quero desabitar meus hábitos” .

Eu sei que o ano de 2014 já começou, mas nunca é tarde para refletir e fazer planos. Por isso andei refletindo para 2014 e a palavra exata que irá representar esse ano novo é GRANDE. Grande irá me fazer pensar além dos meus limites, ajudar a tolerar melhor as complicações e as falhas e esperar mais de mim mesma. E eu quero escolher uma vida grande (e especial). Pô eu mereço né. Aliás, todos nós merecemos uma vida linda.

Por isso já comecei o ano com pé direito, estou de férias, curtindo meu namorado na nossa casa, estamos indo pra academia juntos todos os dias pela manhã, cozinhando junto, assistindo filminho a noite nesse frio e também comecei um detox de 15 dias, para me unir ao meu corpo de uma forma especial. Hoje estou terminando o dia 10 e várias pessoas que estão acompanhando minha jornada pelo Instagram e Facebook querem saber mais detalhes. Assim que terminar meu detox vou escrever um post completo pra vocês. Prometo!

No mais é isso, a vida anda e estou aproveitando o melhor dela. O blog está voltando com força total e várias surpresas. Segunda já tem post novo, super lindo.   E como anda a vida de vocês? Me conta.

Saudade de todos!


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

22 Comentários




 
Veja também:








 

21.08.2013

1004925_10152181401809899_777732630_n

Levei 1 ano e 2 meses para voltar a minha terra natal, Fortaleza. Na mala pouca roupa e muitos biquínis para aguentar o calor de matar, mas no coração, a saudade apertada. Dessa vez, a viagem pra Fortaleza passou tão rápido, foi como um piscar de olhos. Tentei saborear cada momento aos poucos, daquele jeitinho que comemos uma bolacha recheada, lambendo e comendo pelas beiradas para não acabar logo. Uma pena que foi tão curta e não tive tempo suficiente pra fazer tudo o que eu queria e ver todas as pessoas que sinto saudade. Mas dessa vez foi estranho ir para o Brasil, mas do que a nostalgia inicial que se sente quando se volta à cidade natal. Bateu um apertinho no coração, uma vontade de ficar mais tempo por lá. Fiquei adiando ao máximo o meu retorno pros Estados Unidos.

Eu já estou vivendo em DC há mais de 6 anos e adoro essa cidade do fundo do meu coração. Desde o primeiro dia que cheguei aqui, DC me abraçou de uma forma maravilhosa. Aqui as coisas aconteceram, a vida tomou rumo e hoje em dia eu acho que já faço parte da cidade. Já entendo como são as estações e o que devo esperar a cada mês. Tenho meus lugares favoritos, ando por todos os lados sem me perder. Sei como funciona o transporte público, onde tem as festas legais e o que fazer no final de semana. Não tenho nenhuma dúvida de que meu coração já pertence a essa cidade, e mesmo sabendo que muita gente não gosta de DC e acha que é uma cidade temporária, para mim, DC é meu lar.

Dessa vez, quando voltei pra DC foi diferente, passei o dia inteiro trancada no quarto, com um sentimento depressivo, meio que de estranhamento. Ficava pensando na minha rotina, no stress do dia-a-dia, na falta de tempo das pessoas, no frio insuportável que está quase chagando e fui ficando ansiosa e de uma certa forma negativa com o meu retorno.

Porém no outro dia as coisas foram se normalizando. Fui ao yoga, revi uma das minhas melhores amigas para contar da viagem ao Brasil, comi meu sanduiche favorito, sentei no parque perto da minha casa e fiquei lá absorvendo o momento, o lugar, as pessoas. E percebi que às vezes a gente precisa de tempo para se re-adaptar a cidade e tentar procurar aquilo que amamos. Isso não demora muito, principalmente quando se tem tantas coisas pra se amar. Mas tambem é dose, comparar DC com as praias lindas do meu Ceará.

E agora alguns dos especiais momentos do Brasil.

Viagem_jeri_fortaleza_2013

e mais um pouquinho da minha terra natal linda…

viagem_jeri_2013E um momento épico da viagem, quando o gringo tenta descer a duna pela primeira vez. :)


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

6 Comentários

Categorias: mais sobre a Manu, viagens |



 
Veja também:








 

23.07.2013

155696_10151879496724899_180511840_n

Nunca imaginei que escrever num blog fosse me trazer tanta felicidade e me fizesse conhecer tantas pessoas incríveis. Hoje tenho amigas de verdade que fazem parte da minha vida e conheci através do blog. Meu blog é minha terapia, e aqui gosto de dividir minha vida com vocês, mas sei que tem algumas coisas que vocês não sabem sobre mim. Então resolvi escrever essa TAG sobre 10 coisas que vocês não sabem sobre mim.

1. Eu não gosto de andar de salto alto. Nunca gostei, me incomoda, fico morrendo depois de meia hora andando. Então, um tempo atrás decidi parar de sofrer e doei todos os meu sapatos de salto alto e hoje o maior salto que eu tenho no closet tem 3cm. Eu acho super lindo e sexy salto alto, mas no meu caso foi uma opção de conforto.

2. Eu não gosto de chocolate e nem de café. Quando eu confesso isso, sempre recebo olhares estranhos, como se eu fosse a pessoa mais bizarra do mundo. Eu não sei explicar o porque, eu nunca gostei, desde pequena. Não existe uma razão ou um motivo.

3. Quando eu tinha 13 anos eu queria ser gótica, só usava preto e ouvia rock. Depois eu conheci o BoB Marley e me apaixonei por um menino que era surfista. Daí passei a gostar de reggae, usar saias longas e comecei a surfar de bodyboarding. A fase Reggae durou alguns anos.

4. Quando eu estava fazendo mestrado o Lula veio em Washington DC e minha universidade o convidou pra participar de uma mesa redonda. Fiquei sentada super próxima a ele e no final pedi pra tirar uma foto com ele. Quando cheguei em casa percebi que tinha esquecido de colocar o cartão de memoria na maquina e  a foto nunca foi salva. Fiquei frustrada por dias.

5. Eu tenho 68 pares de sapatos.

6. Antes de estudar jornalismo eu estudei turismo e trabalhei na área como agente de viagens por mais de dois anos. Nunca gostei de trabalhar em serviços, não era feliz e resolvi começar uma nova área e estudar comunicação social quando eu tinha 22 anos.

7. Eu dei meu primeiro beijo quando eu tinha 11 anos. Eu tinha um vizinho da mesma idade e éramos muito amigos, brincávamos juntos sempre depois da escola e um dia a gente resolveu provar. Foi um beijo sincero e inocente, mas eu nunca esqueci.

8. Eu adoro fígado acebolado. Toda vida que vou ao Brasil eu peço pra minha mãe fazer fígado acebolado.

9. Quando eu tinha 23 anos eu saí de casa e fui morar sozinha em Fortaleza. Eu sempre fui muito independente e queria ter essa experiência. Na época eu tinha um emprego bom e minha mãe me deu bastante apoio nas minhas escolhas.

10. Eu nasci com escoliose e o pé pra dentro. Então usei botas ortopédicas e aparelho pra coluna por muitos anos. Por causa da escoliose minha mãe me colocou na natação diária e nadei por mais de 5 anos.

Algumas surpresas com minhas declarações? E você?  Que tal escrever um post com as 10 coisas e deixar o link nos comentários? Vou adorar ler e conhecer um pouco mais sobre voces.


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

14 Comentários

Categorias: mais sobre a Manu |



 
Veja também:








 

03.07.2013

image-2Acharam que eu havia esquecido de vocês? Pois agora são 21:33h e estou escrevendo do meu quarto direto de Aspen no Colorado. Desculpem a falta de tempo pra postar, mas viajar é isso mesmo, dia todo ocupada, muitas andanças e o computador fica de lado mesmo.

Agora estou descansando, esses dias foram corridos. Viajei na quinta feira da semana passada pra Miami, fui curtir a praia por um final de semana prolongado e também fui para o casamento de um grande amigo. De Miami peguei um vôo pro Colorado e estou curtindo as montanhas, fazendo hiking e conhecendo coisas espetaculares. Volto de férias na semana que vem e logo, logo vou escrever um post completo, falando um pouco mais desses dois destinos espetaculares.

Ontem aqui no Colorado eu fiz uma trilha linda de 7km. Também vi um urso de verdade. Tá uma aventura por aqui. Na verdade, minha aventura começou no domingo cedinho, o meu vôo saia de Miami as 8:30h e tive que sair as 5:30h do hotel, depois de ter passado a noite anterior no casamento. Ou seja, ressaca total. Não consegui dormir no vôo e lá pelas tantas começou uma tremedeira que eu tinha certeza que ia morrer. O único pensamento que me vinha era: “droga, vou morrer antes de ter minhas férias.” Bem, a tremedeira passou, cheguei ao meu destino, mas fiz uma promessa: “nunca mais viajo de Frontier”. Parecia o ônibus Circular de Fortaleza, super desconfortável e lotado.

O Colorado é lindo demais, não tem como não se alegrar. O clima maravilhoso, fazendo uma média de 25C, com uma brisa ótima e a noite baixa pra uns 16C. Estou hospedada na casa da família do meu namorado e eles tem me recebido como se eu fosse parte da família. A casa fica isolada numa vila chamada Snow Mass e tem uma vista espetacular pras montanhas. As vezes parece que estou num daqueles filmes Americanos. Muito lindo por aqui.

Hoje estava refletindo como é importante nessa vida dar valor as coisas mais simples, e ao mesmo tempo enormes. A hospitalidade, a gentileza, a beleza da natureza, o afeto dos estranhos, o som do vento batendo nas árvores, o silêncio absoluto, e claro, as experiências únicas que a vida nos oferece.  E hoje descobri que o segredo da paz é entregar toda a ansiedade nas mãos do universo.


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

6 Comentários

Categorias: mais sobre a Manu, viagens |



 
Veja também: