wal mart viagra price

Sou Emanuella Maria (Manu), uma romântica inconsolável que adora coisas vintage e viajar. Há 7 anos moro na capital americana, Washington DC e neste espaço divido um pouco da vida no estrangeiro e o que me inspira no dia-a-dia. Falo das coisas que faço, do que gosto e o que me faz feliz.

Buscar no blog











Arquivo da seção: inspiração

15.07.2014

nova york pelos meus olhosAprender a olhar e ouvir o outro só pode acontecer quando o indivíduo cultiva o hábito de aprender a olhar e ouvir a si mesmo”- Jean Vaysse

Esse final de semana que passou foi um pouco diferente da minha rotina. Fui para NYC passar o final de semana sozinha, curtir a mim mesma, fazer coisas que gosto e participar de um workshop de autoestima e auto descobrimento. Para mim essa foi como uma viagem de autoconhecimento.

Na verdade, o autoconhecimento é um processo constante para o resto da vida. Nós estamos sempre nos aperfeiçoando, nos conhecendo, explorando, crescendo. E não há um momento em que podemos parar porque já nos conhecemos o suficiente, sempre há o que descobrir, pois o autoconhecimento requer uma constante auto reflexão, uma vez que nos estimula a manter contato profundo e significativo com nosso eu mais verdadeiro.

E o fato é que se você se conhece, tem maior controle sobre suas ações e emoções. E o resultado disso é mais equilíbrio e tranquilidade na vida, o que traz benefícios em todos os sentidos. Mas investir no autoconhecimento exige disponibilidade para enfrentar tal processo, o que nem sempre é fácil.

E essa viagem me ajudou nesse sentido. Precisei encarar algumas limitações, tive que saber respeitar a mim mesma e meu tempo sozinha, conheci novas pessoas e fiz contatos significativos para minha vida e carreira. Além disso, fiz coisas que gosto, passei muito tempo sozinha, me inspirei através de outras pessoas, das experiências e através do livro que estava lendo.

“A nossa grandeza reside não tanto em (3)

Já falei aqui no blog como gostar de estar sozinho e até escrevi algumas dicas de coisas para fazer sozinho. Eu particularmente adoro viajar sozinha. Ninguém te impede, ninguém te apressa, ninguém te julga. Gosto de andar no meu passo, me sinto mais a vontade para falar com estranhos na rua e pedir informações, gosto de tirar fotos e observar os detalhes sem me preocupar com o tempo, ou onde é a próxima parada. Além disso, comer sozinha muitas vezes tem um quê de especial. As refeições sozinhas não precisam ser corridas ou carentes de significado. Tenho tempo de saborear cada mordida e apreciar os sabores, lendo meu livro favorito.

Processed with VSCOcam with e7 preset

Também tive a oportunidade de visitar uma lojinha de cristais.  Comprei coisinhas pra energizar minha casa e minha vida. Eu acredito que as pedras são excelentes instrumentos para atrair bons fluidos para a nossa vida e alinhar as energias que possam estar em desarmonia.

proteçao em nova yorkcristais em nova york

Radical Self Love Salon

O proposito maior dessa viagem pra NYC foi participar do Workshop Radical Self love Salon – “Salão do auto amor radical” da Gala Darling. Pra quem não sabe a Gala, é uma das minhas fontes de inspiração. Ela é uma blogueira motivacional da Nova Zelândia que vive em NYC e recentemente resolveu fazer esse workshop para um grupo pequeno de pessoas.

radical self love salon gala darling

Foto by Gala Darling

Eram apenas 7 mulheres, numa sala aconchegante no meio do Soho. Usamos esse momento pras nos conhecer, falar um pouco da nossa vida, dividir ideias e inspirações e aprender técnicas novas de autoconhecimento e auto amor.

Foi bem intenso e especial. Mas teve uma técnica que aprendi nesse evento, o EFT – Emotional freedon tecnic, que me chamou mais atenção e comecei a aplicar na minha vida. Essa é uma técnica que combina a acupuntura chinesa com a psicologia moderna e através dela você pode ter resultados surpreendentes na sua vida. Na verdade a transformação se passa na ponta dos dedos, nos pontos onde você pressiona com pequenas batidinhas  e nas palavras de encorajamento que você usa. Pessoas no mundo todo usa o EFT para lidar com problemas, para lidar com a depressão, para lidar com a ansiedade e até mesmo com um pensamento negativo.  Aqui tem um link de um vídeo em português explicando sobre a técnica e como aplica-la.

Saí de lá mais leve, mais confidente e com planos lindos para minha jornada e claro, para o blog.

gala darling & manu ambiente vistoriado

Todos nós temos que dar um passo para o nosso auto conhecimento e auto amor. E se você já está nesse caminho, é o seu dever transmitir o que sabe. É de sua responsabilidade usar essas ferramentas para ajudar outras pessoas. Se amar não é apenas olhar para o próprio umbigo, é aprender a transformar a sua própria luz para que você possa iluminar o mundo e as pessoas ao seu redor. Você pode começar a mostrar que a sua luz é um reflexo deles.

E por isso resolvi usar o blog ainda mais como uma ferramenta pra dividir essa positividade com vocês. Aguardem, que surpresas estão por vir.

autoconhecimento radical self love salon


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

6 Comentários

Categorias: inspiração |



 
Veja também:








 

23.05.2014

aprecie as pequanas coisasApreciar as pequenas coisas pode até parecer simples, mas é mais fácil dizer do que fazer.  Apreciação é uma dessas emoções que tendemos a esquecer, pois estamos sempre em movimento, indo de um lugar para o outro, ocupados e raramente parando para realmente apreciar o momento presente e as pequenas coisas da vida que fazem esses momentos tão especiais. É fácil esquecer as pequenas coisas quando temos tantas coisas maiores na nossa frente, mas da mesma forma que às vezes queremos se concentrar em uma imagem grande, e não só nas pequenas coisas, é importante, por vezes, parar pra lembrar e valorizar aqueles pequenos momentos e ser grata por eles.

Outro dia quando estava caminhando para o trabalho, uma música que eu adoro e não ouvia a muito tempo tocou – Keane, ” Eeverybody’s changing”. Normalmente quando estou caminhando para o trabalho, já estou em cima da hora e vou correndo pra não chegar atrasada, não estou focado em nada, apenas em chegar lá. Mas naquele momento, senti uma vontade de apreciar as coisas a minha volta. Diminuí o passo e fui observando a paisagem. Era um dia lindo, a temperatura estava ideal, nem muito quente e nem muito frio, tinha várias flores nos jardins pelo caminho, lembrei das coisas que me fazem feliz e como eu sou abençoada, lembrei de alguns amigos do Brasil e senti uma nostalgia boa.  Cheguei no trabalho sentindo uma paz interior misturada com alegria e todo o resto do meu dia foi maravilhoso.

Pois bem, essa semana eu aconselho você a tirar um dia no final de semana para apreciar as pequenas coisas – se você está andando para algum lugar, tome o seu tempo , olhe ao seu redor e absorve tudo. Talvez até pegue seu celular e tire umas fotos e documente as coisas pequenas que te fazem feliz, e aparentemente sem importância, que você encontrar. Uma flor bonita, uma casa diferente, a imagem bucólica de um parque, pessoas caminhando na rua, o sol batendo nas arvores, as gotas da chuva.

Se puder pegue um pedaço de papel, uma agenda, ou um caderninho e faça uma lista de gratidão para ajudar você a apreciar as pequenas coisas da vida. Você pode incluir na sua lista de gratidão tudo que você é grato e o que torna sua vida mais fácil e mais agradável.

Um lindo final de semana a todos!

aprecie as pequenas coisas do seu dia cafe um mimo da vida como apreciar as pequenas coisas da vida

Imagens via froufrouu


Google


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

2 Comentários




 
Veja também:








 

07.11.2013

Essa semana tirei um dia de folga e resolvi deixar todas as coisas chatas de lado, fugir um pouco da cidade, dos afazeres do dia-a-dia, do trabalho, fui fazer um hiking na montanha e ver as folhas mudando de cor do outono. Quando voltei achei a cidade mais linda, meu apartamento mais aconchegante, a música mais alegre e até a rotina mais interessante.

As vezes a gente está tão estressada pela vida, pelas obrigações, pelo trabalho que acabamos deixando de lado a alegria, ficamos cegos e paramos de olhar o mundo ao nosso redor e só conseguimos ver.  Existe uma diferença muito grande entre o ver e o olhar. Ver é reto, olhar é sinuoso. O ver não se fixa num ponto específico, não foca. Ver é sintético, olhar é analítico. Ver é imediato, olhar é mediado. A imediaticidade do ver torna-o um evento objetivo. Vemos televisão, enquanto olhamos uma paisagem, uma pintura.

Sei que nem todo mundo pode simplesmente sair da cidade para voltar com uma sentimento diferente da rotina, mas podemos trabalhar o olhar todos os dias. Dentro do ônibus no caminho do trabalho, sentados numa praça num final de tarde, andando no centro da cidade, com um filme ou mesmo com sites que ajudam a melhorar nossa sensibilidade. A sensibilidade que vai refletir na nossa vida, nas nossas escolhas e até no estilo que queremos seguir.

Segue alguns sites gringos que acompanho  e que vão ajudar vocês a se inspirar nessa nova forma de olhar.

 voilà

Living-Room-Party-DecorationLove Taza é um blog super inspirado de uma família que vive em NYC. Eles dividem um pouquinho da rotina, da vida  na grande apple.

milly-goddard-joanna-alex-wedding

A cup of Jo é tão bacana, um blog que fala de amor, casamento, design, fashion e tudo mais um pouco.

jek in the box2

O site Desire to inspire ajuda a gente repensar e remodelar o ambiente que vivemos.

6a00d8358081ff69e2017ee4d95d4e970d-800wiA Beaautiful Mess é meu favorito, entro lá quase todos os dias pra me inspirar. É um blog de DIY, fotografias, receitas e tudo de bom que ter por aí.

E lembrem-se:  “A felicidade é uma decisão. Você é feliz se você decedir ser”

Uma boa semana a todos!



Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

12 Comentários

Categorias: inspiração, link Love |



 
Veja também:








 

20.10.2013

2

Simplicidade. Até mesmo a palavra traz uma sensação de calma imediata. Parece que quanto mais a vida avança, estamos sempre buscando por mais, mais, mais – para ser o melhor, o mais rápido, o maior, para fazer mais, ganhar mais dinheiro, produzir mais, sempre mais, até que chegamos no limite. E isso vai nos absorvendo e virando um ciclo e vamos nos cobrando mais e mais. Às vezes, nossas mentes é tão dura com nos mesmos, sobre o que devemos e precisamos fazer, que não nos damos a chance de fazer. Ou mais importante, de fazer bem. Ou muitas vezes estamos fazendo, mas estamos fazendo tanto que não conseguimos apreciar o que estamos fazendo. Nós não nos damos a chance de parar, respirar e apenas ser.

Eu acho que a maneira de resolver isso é através da simplificação da vida.

Ao se concentrar no que é mais importante e livrando-se do que é menos importante, acredito que vamos descobrir uma vida que é muito mais simples e muito mais agradável. Esse método de simplificação pode ser aplicada a todos os aspectos da vida: a decoração da sua casa, programas sociais, rotinas de beleza, tarefas diárias e até no seu guarda-roupa.

1

Identificar o que é preciso simplificar, pode até parecer uma tarefa árdua, mas não tem que ser. Tente não olhar pra uma vida simples como uma coisa exata a ser alcançada. Não há nenhum objectivo final. Não há fim em tudo. Em vez disso, olhe para a simplificação como uma forma de vida, e percebar que você pode vivê-la, fazendo um pouco a cada dia. Desta forma, a sua vida vai constantemente ficando mais simples, e cada dia você vai se sentir mais calmo e mais feliz.

Simple

Aqui seguem dicas pra ajudar a simplificar sua vida:

Uma coisa por dia

Não importa se essa coisa é tangível ou intangível, mas a idéa aqui é remover um item desnecessário da sua vida, todos os dias. Pense nas coisas ao seu redor, pode ser uma peça de roupa, um livro, um cd, um anel, fotografias, uma colher de pau que não usa mais. Tente lembrar a historia por traz dessa coisa. Onde você conseguiu isso? O que essa coisa significa pra você? O que você sentiria se essa coisa não estivesse mais na sua vida? Se essa coisa não detém uma enorme mancha no seu coração, talvez seja a hora de deixa-la ter um novo lar. Não só vai simplificar sua vida, mas talvez faça a vida de outra pessoa melhor.

Pode tentar simplificar uma tarefa. Vamos supor que você vai a aula de pintura 2x por semana. Mas nem toda semana você tem tempo, sempre tem que sair correndo, porque o horário não é o mais conveniente e acaba se estressando. Que tal mudar a rotina e ir apenas uma vez por semana? Ou quem sabe uma vez a cada duas semanas? – E assim, você vai aproveitar mais as classes e dar mais importância a essa tarefa.

4

Afaste-se de pessoas negativas

Outra forma de simplificar a vida é afastar as pessoas negativas do seu caminho. Não precisa dizer, “olha fulano eu não quero mais ser seu amigo porque você é uma pessoa pessimista, cínica, ou seja lá o que for”. Mas tente passar menos tempo ao lado dessas pessoas negativas que não oferece nada de bom na sua vida. Afaste-se aos poucos e deixe de lado stress desnecessário.

Mexa-se

Seja ativo todos os dias: uma caminhada pelo quarteirão, uma corrida, uma sessão de yoga no final do trabalho ou andar de bicicleta é o suficiente para reduzir e manter o stress longe.

“No caráter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude”. – Henry Wadsworth Longfellow 

3

Eu espero que até terminar de ler esse post você se sinta mais relaxado e interessado em começar uma vida mais simples. Eu venho dando um passo de cada vez, e eu espero que vocês também comecem aos poucos. Se vocês tem outras dicas e ideias para viver uma vida simples, ou querem dividir uma experiência, deixe um comentário e divida com todos nós.

Google


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

10 Comentários




 
Veja também:








 

23.08.2013

CONHECA UMA PESSOA NOVAEssa semana no meio do turbilhão de e-mails e pendências depois das férias, resolvi tirar um tempo para mim e fui almoçar em um dos meus restaurantes preferidos. Lá é meio que fast-food, você entra na fila, faz o pedido, fica aguardando alguns minutos e depois vai comer em algum lugar. O diferencial é que a comida é orgânica, eles fazem o pão e a massa e lá tudo é super nutritivo e delicioso. O único problema é que fica há uns 20 min do meu trabalho. Eu adoro almoçar com meu amigos de trabalho, mas ás vezes gosto de comer sozinha. Então nesses dias, gosto de andar um pouco mais, relaxar, não pensar em nada relacionado a trabalho, curtir o tempo comigo mesma. E nessas horas sempre vou lá. Mas dessa vez foi diferente.

Enquanto estava na fila esperando pra ser atendida a pessoa que estava do meu lado disse que minha bolsa estava aberta. Minha reação inicial foi dizer obrigada e voltar para o meu celular, onde eu estava olhando os e-mails. Mas a pessoa parecia tão amigável e interessante, que quando vi que a sua ordem chegou perguntei o que era, pois parecia delicioso. Ela me disse e eu pedi a mesma coisa e então ela perguntou se eu queria acompanha-la. Eu não tinha grandes planos, então eu sentei com ela numa mesinha. Nos próximos 30 minutos tivemos uma conversa super light e agradável. Ela me contou que tinha mudado pra DC por causa de um ex namorado, mas depois as coisas desandaram e ele foi embora, mas ela ficou. Falou que estava aprendendo espanhol e que adoraria conhecer o Brasil e ainda descobrimos que moramos há 4 blocos uma da outra. Acabamos trocando telefones e quem sabe vamos marcar algo num futuro próximo, talvez um happy hour. Para mim foi uma agradável pausa da solidão, e quando saí do café eu tinha um sorriso no meu rosto e me senti muito bem. Não sei se a gente vai virar amigas, ou se vou vê-la novamente, mas interagir com uma outra pessoa que não faz parte do nosso ciclo de amizade, é sempre um desafio e as vezes a vida pode nos aprontar uma grande surpresa.

Não quero esticar as coisas aqui, mas só pra ilustrar um pouco mais meu ponto de vista. Há um pouco mais de um ano fui visitar uma amiga para a comemoração do feriado de 4 julho. Marcamos um churrasco e no caminho meio que me perdi. Era a primeira vez que estava indo pra sua casa de ônibus e fiquei na dúvida onde descer e acabei descendo no ponto errado. Bem, no caminho, no calor de 40C vi um rapaz correndo na minha direção. Na verdade, ele estava fazendo exercício. Pois bem, como ele era a única pessoa na rua eu comecei a acenar e o parei pra pedir uma informação. Ele deve ter achado que eu era meio louca, mas me ajudou e foi bem simpático. Claro que eu poderia ter apenas dito obrigada e seguido meu caminho, mas resolvi continuar um pouco a conversa e acabamos conversando por uns minutos (no meio da rua, num sol de rachar o quengo). E no final, naquela hora de se despedir que surge aquele silencio absiluto, eu perguntei se ele queria meu numero e quem sabe poderíamos marcar algo depois (oferecida??? hahahaha Pior que foi assim mesmo, na cara dura). Mas resumindo a historia, ele pegou meu numero, me passou o dele e nos encontramos depois. E assim começou. Hoje estamos juntos, namorando e ele acabou de voltar do Brasil comigo. A vida é cheia de surpresas, mas a gente precisa dar chance a ela.

Então, esse final de semana, eu desafio você a fazer o mesmo – conhecer alguém novo, e deixá-lo em seu mundo (e vice-versa), mesmo que seja só por um tempinho. É refrescante – e pode até mudar a sua perspectiva sobre uma coisa ou duas.

IDEAS DE FINAL DE SEMANAP.S.: Depois vem aqui e me conta como foi..


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

11 Comentários




 
Veja também: