wal mart viagra price

Sou Emanuella Maria (Manu), uma romântica inconsolável que adora coisas vintage e viajar. Há 7 anos moro na capital americana, Washington DC e neste espaço divido um pouco da vida no estrangeiro e o que me inspira no dia-a-dia. Falo das coisas que faço, do que gosto e o que me faz feliz.

Buscar no blog











Arquivo da seção: desenvolvimento profissional

07.04.2014

Eu tenho uma amiga de Fortaleza, que sempre trabalhou como produtora de projectos culturais. Era um trabalho legal, mas ela também tinha uma queda por cozinhar e resolveu investir nesse hobby nos tempos livres. Fez vários cursos, aprimorou a técnica, viajou, elaborou vários jantares temáticos com os amigos e foi ganhando incentivo pra começar a nova carreira. Deixou de lado o trabalho estável atrás do computador e há três anos é chefe de cozinha. Hoje trabalha num ótimo restaurante em Fortaleza e adora o que faz.

Aqui em DC, tenho outra amiga que é advogada, cresceu numa família de advogados, onde o pai e a mãe seguiram essa carreira e por tabela ela também resolveu entrar na profissão. Mas essa não era sua grande paixão e recentemente ela resolveu seguir o coração. Juntou o dinheiro e montou uma botique de roupas e acessórios vintage. A loja é um charme. Com uma decoração super fofa e todos os produtos são super selecionados. Ela viaja muito e compra e re-vende os produtos na sua botique. Além disso, ela também comercializa online no ETSY e vende os produtos pra gente do mundo todo. Sempre que vou na loja dela sou recebida com flores frescas, chazinho de hortelã, uma Adele tocando no fundo e o sorriso maravilhoso da minha amiga. Talvez ela não ganhe o mesmo de quando era advogada, mas eu tenho certeza que ela é muito mais feliz.

Ser pago para fazer aquilo que você ama soa como um sonho, não é? Trabalhar com pessoas que você ama em projetos escolhidos a dedo por você é o ideal, e está mais perto do que você pensa. Pra começar algo novo você só precisa dar o primeiro passo. Não importa a idade, ou onde você vive, todo dia tem alguém criando algo e tendo planos mirabolantes, o importante é não deixar apenas na imaginação.

Para iniciar seu próprio negócio, e ou projeto, há algumas etapas importantes que você precisa seguir. Estas medidas irão ajudar você a se concentrar no que quer realmente fazer, na criação, no planejamento, e claro, como ganhar dinheiro

# Primeiro Passo: Defina os seus talentos e o que você ama

Primeiro você precisa descobrir o que você ama, o que sabe fazer, seus sonhos, se você quer fazer disso uma profissão, se quer dividir com alguém ou se quer abrir seu próprio negócio. Escreva tudo num papel e sonhe alto.

Descubra em que você é bom. Quais são suas habilidades? O que você faz bem? Não apenas no seu trabalho, mas na sua vida cotidiana. Tipo você se garante em HTML ou faz os melhores cupcakes da rua.

Em seguida pense sobre seus hobbies. No seu tempo livre, o que você gostaria de fazer? Quando você está mais feliz? O que você gosta de criar? O que seus amigos mais próximos dizem que são suas melhores qualidades? Escreva tudo. Agora, dê uma olhada na sua lista. Na sua lista de habilidades, circule todas as coisas que você gostaria de fazer com o seu negócio. Que coisas você acha mais divertido? Preste atenção na sua lista e circule todas as coisas que você acha que as pessoas iriam pagar por isso. Pense em maneiras diferentes que você pode criar um negócio baseado na sua lista. Por exemplo, eu tenho uma amiga super criativa que faz coisas personalizadas com palpel, ela também faz cartões postais feitos de recorte de revistas e frases lindas. Ela faz tudo artesenal, e revende em feirinhas, na universidade, em lojinhas. Todo mundo adora e é um sucesso!

# Segundo passo: Encontre o seu cliente ideal

Conhecer o seu cliente ideal é uma obrigação quando você está projetando um negócio que você está apaixonada. Para encontrar o seu cliente ideal, você precisa realmente conhecê-los. Ficar por dentro da mente deles por alguns minutos – sentir o que estão sentindo, experimentar o que eles estão passando. E assim você pode personalizar seu produto, ou definir a melhor forma de fazer marketing e como alcançá-los. Uma amiga que mora na Alemanhã está abrindo um restaurante vegetariano e orgânico, então ela está nessa fase de entender o cliente dela, que é um público bem especíco, para criar um restaurante bem original.

# Terceiro passo: descobrir como você vai ganhar dinheiro

Um negócio não é um negócio se ele não ganhar dinheiro, então escreva todas as maneiras que você pode ganhar dinheiro com seu projeto. Faça um plano inicial e de médio prazo, porque assim terá metas concretas.

Anote quanto você gostaria de ganhar por mês. Pense nos seus custos, no investimento inicial e seja realista. Agora você tem uma base de quanto você vai precisar cobrar por seus produtos e serviços. Faça uma consulta de mercado, converse com outras pessoas que estão fazendo o mesmo antes de estabelecer um valor.
Lembre-se, se você tentar cobrar o menor preço no seu nicho, você vai atrair clientes que apenas querem o preço mais baixo, e eles são os menos propensos a serem fiel a você e a sua empresa. Se você cobrar valores mais caros, você vai valorizar seus produtos, atrair seus clientes ideais que estão felizes em pagar o dinheiro que você merece, vão continuar voltando e claro, vão recomendar aos amigos.

# Quarto passo: tenha qualidade

Antes de abrir seu negocio, ou definir seu projeto, procure se aperfeiçoar no que faz. Leia a respeito, tente coisas diferente. Crie uma galeria de idéias no seu computador ou no Pinterest. Veja o que as pessoas no exterior estão fazendo na mesma área e tente inovar. Eu vejo muito negócio por aí que não dá certo porque as pessoas fazem “qualquer coisa” e acham que está bom. Seja original, com um estilo único. Pense nisso.

# Quinto passo: as coisas que você não sabe fazer

Pronto, você já tem o talento, o plano, a idéia, mas pode ser que tenha alguns obstáculos no início. Por exemplo, você quer vender online, ou abrir uma consultoria online, precisa investir um pouco no layout, ter um designer legal que combina seus produto, para chamar a atenção dos clientes e dar mais credibilidade e pra isso vai precisar contratar alguém pra fazer pra você. Não invente de fazer o que você não sabe e ficar mal feito, please!!!

# Sexto passo: Start fresh

Se começou, se empolge! Faça uma página personalizada (já conhecem o http://about.me/ ), crie lindos cartões de visita, tenha um email só pro seu negócio, crie uma assinatura personalizada pro e-mail, inicie uma rede de contatos com as pessoas no seu novo seguimento. Diga a todos o que você está fazendo e peça para eles repassarem. Quanto mais você divulgar o seu novo negócio, mais rápido você vai ter clientes e logo o dinheiro virá.

Completando esses passos irão ajudá-los a criar uma base sólida para um projeto feliz e fazer as coisas que você ama <3


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

14 Comentários




 
Veja também:








 

18.09.2012

A vida é uma busca constante da paixão, aquilo que te inspira e te motiva no dia-a-dia. Então, muitas vezes parece que estamos perseguindo coisas que a sociedade, a nossa família e nossos amigos acreditam que deveríamos. Mas será que estamos buscando a coisa certa? Em um mundo onde parece que todo mundo está seguindo a sua paixão, é fácil se sentir como se você estivesse sendo deixado para trás, ou pior, se sentindo que você não tem a menor ideia do seu sonho, do que você quer pra você. Mas não se preocupe e nem entre em pânico, todo mundo um dia passou por isso.

Eu mesmo passei anos me perguntando se estava fazendo a coisa certa na minha vida, passei três anos estudando e trabalhando com turismo e me dei conta que não era aquilo que eu queria e resolvi abandonar o curso e começar jornalismo. Mais pra frente eu não estava satisfeita com minha vida e meu trabalho no Brasil e mais uma vez comecei do zero e mudei para os Estados Unidos. Todo dia é dia de começar algo novo. Não existe idade pra você ir atrás dos seus sonhos.

Em vez de deixar o peso das decisões imediatas te intimidarem, que tal ficar quieto e ouvir seu coração. O que ele esta dizendo? O que esta chamando você? Você não vai responder?

Encontrar a sua paixão não significa que você tem que parar seu trabalho imediatamente e iniciar o seu próprio negócio. Significa simplesmente que você deve tomar as medidas a passos de bebê, para fazer mais das coisas que gosta e que ama.

Com um pequeno impulso, aqui estão 33 dicas para começar a engatinhar, ajudar a ouvir o seu coração e iniciar o caminho esplêndida que é os seus sonhos e sua realização.

1. Pare de passar horas em frente à TV ou do computador e vá se dedicar aquele hobby que você tanto ama, seja o que for. (Desenhar, pintar, escrever, tricotar, costurar, pode até ser praticar um esporte).

2. Participe de algum grupo de pessoas apaixonadas sobre o seu hobby e que tenha os mesmos ideais.

3. Vá devagar. Não apresse as coisas sem primeiro consultar a sua bússola interior.

4. Fale com o seu melhor amigo. Pergunte a ele o que ele acha que você é bom.

5. Inicie um blog onde você fala loucamente sobre sua causa favorita / sua paixão / seus pensamentos.

6. Leve sua mãe para passear e tenha uma conversa sobre seus objetivos. As mães sabem tudo!

7. Poupe dinheiro.

8. Acredite em você e no seu potencial.

9. Deixe de lado o pensamento negativo. O nosso próprio pensamento muitas vezes nos aprisiona e nos limita.

10. Procure amigos, um grupo de apoio ou até mesmo um profissional para conversar, dividir seus interesses e lhe dar suporte nos momentos de incerteza e insegurança.

11. Ajude alguém a investir em sua paixão

12. Esteja preparado. Quando a oportunidade bater você precisa atender a porta.

13. Procure o conselho de um consultor de carreira / treinador /alguém da área.

14. Faça uma pausa. Vá para fora da cidade e esqueça a loucura do dia-a-dia. Volte renovado.

15. Diga Não! Para tudo que você não quer fazer. Assim você tem mais tempo para fazer as coisas que ama.

16. Agende uma hora por dia, onde você passa. uma hora trabalhando nas suas ideias, nos seus projetos.

17. Faça uma lojinha online no Tanlup, Etsy, Mercado Livre etc…

18. Acorde uma hora mais cedo e trabalhe na paz e no silêncio da manhã.

19. Deixe as desculpas na porta, comece a trabalhar e se preocupe mais tarde.

20. Exercite-se regularmente. Uma alma saudável é uma alma apaixonada.

21. Crie o seu “time” de pessoas que sinceramente irá apoiá-lo.

22. Perceba que: “Você nunca é velho demais para definir outro objetivo ou para sonhar um novo sonho…”, de CS Lewis

23. Tenha um plano de ação. Escreva sua declaração de missão pessoal para guiar suas ações.

24. Incorpore seu negócio. Case com a sua paixão.

25. Faça as coisas reais. Saia do sonho e estabeleça metas, crie gráficos, defina objetivos a curto e médio prazo.

26. Leia a respeito da sua paixão/causa/ideia.

27. Procure pessoas na qual pode se inspirar. Fale com eles. Faça delas seus mentores.

28. Crie a “Caixinha da Paixão”. Adicione uma pequena quantidade de dinheiro diariamente e gaste com as coisas que contribuem para o seu negócio ou para realizar seu sonho.

29. Aceite o fracasso. O fracasso é um trampolim para o sucesso.

30. Pergunte a si mesmo: “O que eu faria de graça?”

31. Cerque-se de perseguidores de paixão.

32. Inicie um diário de sonhos, onde você escreve seus sonhos e objetivos. Acredite neles e acredite que tudo é possível, mesmo que leve tempo você vai chegar lá.

33. Seja grato por onde você está agora e você irá longe.

 

Eu espero que essas 33 dicas, seja um pequeno impulso para você perseguir seus sonhos e interesses e a partir de agora você faça as coisas que você ama e acredita.

 

Outros posts para inspirar:

Transforme sua paixão num projeto {e ganhe dinheiro com isso}
Como seria viver a vida que realmente quero?
Como transformar os obstáculos em oportunidades?


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

6 Comentários




 
Veja também:








 

29.01.2012

Se você quer melhorar a sua qualidade de vida, o planejamento é essencial. Você tem que ser honesto sobre a sua realidade atual, vislumbrar um futuro melhor, e então criar um roteiro para ir de um para o outro. Parece simples, não é?

Mas ter um plano sólido não é garantia de que não encontrará problemas ao longo do caminho. Como meu pai costumava dizer, “coisas inesperadas sempre acontecem.”

Problemas existem e isto é fato. Uns maiores, outros menores, mas todos perturbam, tiram nossa paz e por vezes nosso ânimo. Mas e se a história fosse diferente? E se você tivesse a capacidade de enfrentar os problemas de cabeça erguida, sem perder o ânimo e a esperança? E se você tivesse como ter suas forças renovadas durante o problema ao invés de ser abalado por ele. Não seria ótimo?

No vídeo acima, um violinista de música clássica enfrenta o inesperado. Perto do fim de um concerto, um telefone celular toca no meio da platéia. Observe o que ele faz:

Ele fica calmo.
Ele abraça a interrupção como uma oportunidade.
Ele usa o inesperado para demonstrar a sua arte.
Ele se sobressai sobre a multidão e cria uma experiência inesquecível.

Eu nem sou religiosa, mas tem um versículo no novo testamento que diz:

“Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma.” (Tiago 1:2-4)

O ponto é que tudo se resume a perspectiva. Ou seja, você vê os obstáculos como problemas ou oportunidades? Pense nisso!!


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

7 Comentários




 
Veja também:








 

09.11.2011

Recentemente um amigo entrou em contato comigo pra revisar seu CV e fazer algumas atualizações, quando abri o anexo do email, a primeira coisa que veio a minha cabeça foi: “cruzes, o que é isso?” O problema não era a experiência, pois ele tinha de sobra, era a forma que ele estava transmitindo a informação, porque tudo estava muito confuso e não tinha uma ordem cronológica. Além disso, tinha uns erros de ortografia, um desastre total.

Não sou nenhuma expert de RH e nem trabalho com isso, mas já tive a oportunidade de participar na escolha em algumas seleções e, no meio de dezenas, as vezes centenas de CVs, posso garantir que  aqueles que enviam um currículo desleixado ou incompleto acaba ficando para trás. Porque as informações essenciais para a tomada da decisão não estão tão acessíveis ou visíveis quanto deveriam – e isso certamente diz alguma coisa sobre o profissional que enviou aquele documento. Pode ter certeza que um currículo caprichado pode fazer a diferença.

Fazer um curriculum vitae decente pode ser extremamente frustrante e vai tomar muito tempo. Você realmente não sabe o que as pessoas estão interessadas em ouvir, e pode ser difícil encontrar um equilíbrio entre ser profissional e ainda ter uma personalidade! Pois é, é importante dizer quem é você no CV.

Nao existe uma receita pronta pra um bom currículo, mas juntei nesse post algumas dicas que podem ajudar na hora de fazer um bom currículo.

<3 Sobre o formato: O CV não precisa de capa (É um currículo, e não um trabalho da escola), o ideal é estar num papel A4 branco, ter uma única pagina, no máximo duas. Use uma cor de letra preta ou um cinza bem escuro e o tamanho da letra entre 11 ou 12. Experimente fontes como Arial, Georgia, Verdana, Calibri e saia do Times para se destacar um pouquinho, mas não invente muito na hora de escolher a fonte pra não ficar muito apapagaiado. Coloque os títulos dos tópicos em letras maiúsculas e negrito pra destacar. Não coloque foto, nem pretensão salarial (exceto se o anuncio pedir), e sem referência profissional. Nada de desenhos, gravuras, ilustrações. Molduras e bordas também devem ser evitadas, Please!!!!!

<3 Seja original. Para se inspirar, não há problema em ver modelos de currículos divulgados na imprensa ou em sites especializados, mas não os copie. Lembre-se que o seu avaliador provavelmente vai receber vários outros iguais a aquele modelo, e tudo o que você NÃO quer é ser apenas “mais um”. Pegue vários modelos na internet e se inspire.

<3 Tenha um foco. Acho que esse é o maior erro das pessoas, não saber o que está procurando e encher o CV de informação que não tem nada haver com a vaga. Se você está procurando ao mesmo tempo uma colocação de professora de dança e recepcionista de eventos, faça um currículo separado para cada uma das vagas, sem misturar neles as aptidões tão diferentes entre si. Mas não tenha medo de mencionar no currículo para uma vaga técnica as suas aptidões artísticas ou humanas, ou vice-versa. Lembre-se as empresas não contratam robôs

<3 Escreva de maneira informal, mas corretamente. Leia e releia, remova os erros de ortografia e gramática. Pontue, acentue. Entregue para alguém revisar, e verifique inclusive os dados e números. A última coisa que você quer é que o seu telefone de contato esteja errado.

<3 Inclua Informações adicionais: É uma coisa que sempre coloco no meu currículo e posso dizer que já me rendeu um bom bate papo na hora da entrevista e até me ajudou a conseguir um trabalho. Falar um pouco da sua vida no CV mostra que você é humano, tem hobbies e desenvolve coisas interessantes no seu dia a dia. Várias coisas podem entrar nesse campo como, por exemplo, um blog pessoal (se for interessante), um hobbie, experiência morando fora do país ou viagens internacionais, um voluntário que você faz ou fez, uma paixão por arte, ou comentar que é baterista da banda tal nas horas livres. Na entrevista do meu último trabalho do Brasil, o diretor da empresa percebeu que eu tinha “experiência morando fora do país” e perguntou sobre essa experiência. Eu fiz um breve resumo do período que passei na Alemanha, e ele comentou, que isso significava que eu tinha facilidade com línguas, sabia interagir com diferente tipos de pessoas e lidar com diversidades, e era exatamente o que eles estavam procurando. Bingo, consegui o trabalho. Legal não é??  Mas não esqueça que é melhor não colocar falsas informações. Prefira sempre a honestidade.

<3 Tenha entusiasmo e tente traduzir isso na hora de escrever seu CV, ou na carta de apresentação que vai enviar junto com seu CV, ou no email, e claro, na entrevista. Muita gente se subestima e já vai pra uma entrevista, ou manda o cv achando que não vai conseguir aquela  vaga especifica porque não é totalmente qualificado, ou porque não estudou na melhor escola. Pode ter certeza que se você brilhar, parecer entusiasmada, eles podem abrir uma oportunidade pra você, talvez não imediatamente, mas eles podem lembrar de você num futuro. Há alguns anos fui chamada pra uma entrevista numa grande empresa privada no Brasil para um cargo bem técnico. Durante a entrevista eu tentei parecer entusiasmada e sincera, e apesar de não ter todas as qualidades solicitadas pra vaga, eu disse a verdade sobre a minha carreira e meus objetivos, mas que estava disposta a aprender e aberta a novas possibilidades. Uma semana depois a empresa me ligou e disse que eu não tinha ficado com a vaga, que eu não tinha o perfil ideal pra aquele setor especifico, mas que eles tinham gostado tanto de mim que estavam me dando uma oportunidade na parte de Comunicação e Marketing.  Essas coisas acontecem.

<3 Jogue seu CV na net. Hoje em dia com o Google e todos os sites de pesquisas, tem muita gente usando os artificios da net pra ter um CV e/ou portifólio online. Principalmente se você é um artista, design, estilista.

Segue um pequeno guia para ajudar na hora de montar o CV:

<3 Nome & detalhes do contato: Se la no topo do seu CV  tem curriculum vitae, por favor deleta isso, pois esta muito anos 80. O topo do seu cv tem que vir seu nome em negrito com uma fonte um pouco maior do que o corpo do texto, tipo se você escreve tudo no tamanho 12 o seu nome vai vim em 14 pra dar certo destaque (mas tem que ter uma harmonia). Abaixo do nome vai vim o endereço, telefone de contato e endereço de email. Na minha opinião não precisa colocar a idade, ou se é casada, solteira, mãe de três filhos (Isso abre espaço pra descriminação e ninguém deve contratar uma pessoa baseada na raça, idade e detalhes tão pessoais). E por favor, foto jamais. Você esta concorrendo a um trabalho e não a um concurso de beleza. Números de documentos não devem ser colocados. Blogs e portfólios online devem ser incluídos apenas se bem elaborados e com clara motivação profissional. Perfis em redes sociais corporativas, como Linkedin, podem ser incluídos (twitter e facebook NÃO)

<3 Qualificação profissional: Essa parte é super importante, você pode colocar um parágrafo sobre você e suas qualidades e possivelmente sobre os seus objetivos. (esse parágrafo tem que ser curto, no maximo 3 a 4 linhas) Como você não tem experiência, deve focar nas qualificações pessoais e técnicas.

<3 Formação: Aqui entra seus cursos superiores, pós-graduações, especializações, mestrados, doutorados, etc. Se você não completou o curso superior ou está em andamento, indique “incompleto” ou “em andamento”. Se você não tem curso superior, coloque a sua última formação: primeiro grau ou segundo grau e cursos profissionalizantes. Tudo com as respectivas datas de término (ordem cronológica, descendente) e os locais onde foram realizados.

<3 Experiência profissional: Empresas que trabalhou, com data de entrada e saída, cargo que tinha quando saiu e um resumo das principais funções. Nessa hora, lembre-se que você esta se vendendo. Profissionais com mais experiência devem focar projetos desenvolvidos ou dos quais participou, descrever como auxiliou no crescimento da empresa, se possível com indicadores ou os resultados que atingiu.

<3 Cursos adicionais: Você pode ter um campo onde vai colocar os cursos que tenham relação com a vaga pretendida (por favor, não inclua aquele curso de corte e costura pra uma vaga de recepcionista), com as respectivas datas de término e os locais onde foram realizados;

<3 Conhecimentos em Informática: Informe as ferramentas que usa e os programas que domina. (não adianta mentir e dizer que sabe usar o photoshop e quando começar a trabalhar não saber nem cortar uma foto).

<3 Idiomas
Coloque apenas a língua e nível de conhecimento. Instituição de ensino é irrelevante. A exceção são cursos no exterior.

<3 Informações adicionais:  Já comentei acima é o onde você coloca o extra mas sem dar muito ênfase é algo curtinho (no máximo duas linhas)

Conseguir um bom trabalho pode ser difícil & encontrar um trabalho que você realmente gosta pode ser ainda mais difícil, mas não é impossível. Seja boa pra você mesmo e procure fazer coisas que você realmente ama e se interessa – o trabalho afeta a sua vida de todas as maneiras & passar o dia fazendo algo que você não gosta pode ser um inferno. Eu sei muito bem o que é isso e posso garantir não ha dinheiro que pague seu bem estar. Talvez seja tempo pra fazer uma mudança na sua vida. Não tenha medo e boa sorte pra todos vocês!

  • Se você é um designer gráfico pode sair dos padrões e usar a criatividade na hora de criar o CV, esse site AQUI tem modelos maravilhosos e super originais (Em inglês).
  • Eu não tenho um modelo pronto de CV para enviar por email e nem corrijo CVs, mas AQUI tem umas dicas legais de formatação no word (Em inglês).

Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

8 Comentários




 
Veja também:








 

05.07.2011

Morar fora do país, ter uma experiência internacional, conhecer uma cultura diferente e aprender da forma mais eficaz uma segunda lingua é o sonho de muita gente. Hoje em dia a forma mais barata de fazer um intercâmbio no exterior é viajando como Au Pair.

O que é Au Pair?

Au pair é um programa de intercâmbio cultural remunerado que existe em vários países da Europa e nos Estados Unidos. O au pair é encarregado de tomar conta das crianças da família e por vezes de algumas tarefas simples de casa, como fazer lanche das crianças, guardar os brinquedos, ir deixar e buscar na escola ou na parada do ônibus. O trabalho dura uma média de 30 a 45 horas semanais. Enquanto que a família oferece moradia, alimentação, uma “mesada” semanal que varia de acordo com o país, plano de saúde, curso de idiomas, telefone, acesso a internet e muitas vezes também disponibilizam um carro para a au pair.

Esta forma de conhecer uma nova cultura, aprender um idioma e também juntar dinheiro requer, entretanto, algo que não é para qualquer um: gostar e saber cuidar de crianças. Existem famílias que aceitam au pair masculino, no entanto, as famílias tendem a dar preferência à meninas.

Pré Requesitos:

Gostar de criança; Ser paciente; Ser responsável; Ter consciência que ser au pair é trabalho, não só diversão; Ser flexível e ter a cabeça aberta para lidar com o dia a dia numa cultura diferente. Algumas família preferem que a au pair tenha carteira de motorista e que tenha alguma experiência com crianças. O programa é voltado para jovens, geralmente de 18 à 29, mas cada país tem sua exigência quanto a idade (por exemplo nos EUA é de 18 a 26 anos).

Os custos:

Existem várias agências no Brasil que fazem o intermédio entre a au pair e a família e os preços variam bastante, por isso tem que pesquisar bem. Mas o investimento inicial é uma média de $550 a $1200 e nesse valor já  está incluído a sua passagem de avião (que geralmente a família paga, apoio da agência durante todo o seu período como au pair no exterior) e todos os outros benefícios – mesada semanal, moradia, alimentação, escola, plano de saúde).

Primeiro passo para ser au pair

Pagar uma agência particular no seu país que te coloque em contato com uma família no país de seu interesse. Eles que encontrarão famílias que encaixem no seu perfil e que te colocarão em contato com eles. A sua parte é conversar com a família e escolher a que você mais gosta. Esse processo pode demorar de 2 a 4-5 meses, até encontrar a família ideal.

Ou ir por conta própria procurando famílias em sites gratuitos (ou não) de buscas por famílias (Para ir por conta própria primeiro cadastre-se em agências online que te permita procurar por famílias e criar um perfil para que famílias entrem em contato com você). Depois que você encontrar a família ideal, entre em contato com o consulado do país onde você pretende ser au pair e dê início ao processo burocrático do pedido de visto. Quando você vai por agência, eles se encarregam pela burocracia e te dão apoio durante toda a estadia no estrangeiro.

Dicas importantes

* Troque bastante emails e telefonemas com as famílias, faça perguntas sobre suas tarefas e direitos na casa pra não ter nenhuma surpresa desagradável depois que chegar lá.

* Faça questão que todas as suas tarefas estejam muito bem descritas no contrato, se você tem ferias pagas, feriados, se irá trabalhar nos finais de semana.

* Faça perguntas sobre o rítmo da casa, costumes, atividades, se eles costumam viajar e etc, para você ter uma idéia de qual estilo de vida eles levam e se tem a ver com você.

*Não escolha a primeira família que aparecer. Tem muitas meninas que ficam com medo de não conseguir uma família e na ansiedade acabam pegando a primeira. Lembre-se que você vai passar um ano morando com essa família, você tem que sentir uma sintonia agradável e se sentir a vontade com eles.

*Dê preferência as crianças maiores (geralmente  crianças que estão aprendendo a falar não se importam que seu ingles não é perfeito e  até lhe corrigem na hora de falar – ajudando a aprender a lingua mais fácil). Além disso, eles já são mais independetes, falam o que querem comer, vão para a escola e não precisam de você toda hora (ou seja, mais tempo livre). Geralmente família com recém nascidos precisam da au pair por mais tempo.

*Antes de escolher a família, procure a localização da casa no google maps e leia sobre a cidade/região/local que vai morar. Algumas meninas tem sorte e vão morar numa cidade metropolitana com acesso a tudo, mas outras vão morar no meio do nada, onde  a coisa mais próxima fica há 40 min de carro e isso as vezes atrapalha na adaptação. Os EUA não é como o Brasil onde o transporte publico é acessível na maioria dos lugares. Ônibus, assim como trem ou metrô, existem apenas em cidades maiores (downtown). Morar em grandes cidades é extremamente caro, portanto a maioria das familias se encontrarão nos suburbios, onde eles poderão comprar aquelas casas enormes que vemos na TV, com 3-5 criancas correndo para lá e para cá. Diante disso, é de extrema importância que a familia deixe que você utilize o carro deles para seu uso pessoal (escola, compras, baladas, etc). Entao seja franca e questione se voce podera usar o carro. Para as meninas que não dirigem, procurem uma familia que more perto de downtown ou  que dê para ir a pé para parada do ônibus, se certifiquem disso antes de aceitar a familia.

* Procurem uma familia que se adapte mais facilmente ao seu nível de ingles. Se seu ingles eh basico ou quase nada, sugiro que cuide bebes 0-3 anos, se seu ingles eh um pouco melhor 4-10. Para cuidar de adolescentes (dirigir para lá e para cá) sugiro meninas que tenham um inglês melhor para atender as expectativas e necessidades deles. Pois adolescente fala muita gíria, fala rápido e não tem paciencia. Se você achar uma família no seu perfil de inglês a adptação é mais facil pois você e a família não se frustrarão em termos de comunicação.

Mais?? – Eu fiz um vídeo com outras dicas sobre o programa de Au Pair.

Links – Agências Particulares:

EurAuPair – http://www.euraupair.com/brazil.html (em português)

Cultural Care  – http://www.culturalcare.com.br/ (em português)

Experimento – http://www.experimento.org.br/ (em português)

SIS Intercâmbio – www.sis-intercambio.com.br/ (em português)

Sites independentes:

Great Au Pair http://www.greataupair.com/  (em ingles)

Au Pair World  http://www.aupair-world.net/ (em ingles)

 


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

24 Comentários




 
Veja também: