Sou Emanuella Maria (Manu), uma romântica inconsolável que adora coisas vintage e viajar. Há 7 anos moro na capital americana, Washington DC e neste espaço divido um pouco da vida no estrangeiro e o que me inspira no dia-a-dia. Falo das coisas que faço, do que gosto e o que me faz feliz.

Buscar no blog












Arquivo da seção: cabelo

18.11.2011

Vez por outra eu recebo um email lindo que dá vontade de dividir com vocês, pois por trás das entrelinhas tem uma lição que vale pra todo mundo . Dessa vez me emocionei com o email da Sarah, que me escreveu pra contar que resolveu assumir os seus cachos naturais, depois de anos alisando e sendo escrava da chapinha. Realmente abrir mão da química para assumir o cabelo natural é um grande desafio. Eu sei disso, por que relaxei meus cabelos por muitos anos. Mas no final, vale muito a pena.

Falei com ela e pedi permissão pra publicar o email, pois sei que tem muitas meninas por aí que ainda não tiveram a coragem suficiente pra voltar a ser natural e assumir o cabelão. Então vamos seguir o exemplo:

 

Olá Manu (intimidade?),

Tudo bem? Bom, sou Sarah, e moro aqui em Brasília. Estou mandando essa mensagem para agradecer todas as dicas para cabelos cacheados, sério. Parece besteira, mas não é não. Eu alisava os fios a cerca de três anos, e tinha toda aquela pressão pessoal ou da sociedade mesmo de ter tudo chapado; lavar e em seguida escovar era um ritual sagrado que durou por um longo tempo. Era sempre mais do mesmo. Crescia o cabelo, corria para o salão, alisava, gastava o maior dinheirão… Sempre a mesma história.

Na metade desse ano tava me cansando de toda essa coisa. Eu estava com sede de mudança, de naturalidade. Ficava ensaiando cortar o cabelo, voltar a usar natural, mas todo aquele pesadelo de cabelo sem forma me assustava. Mas daí, certo dia, lavei o cabelo e não escovei. Estranhei. Ficou aquele negócio esquisito, mas já tinha marcado para cortar as madeixas no dia seguinte. Era de manhã e fui até à cabelereira indicada; ela cortou cabelos de umas amigas cacheadas e mandava muito bem. Sempre a indicava, mas nunca tinho ido. Contei o meu objetivo a ela, e a moça achou o máximo.

Deixei-a livre com o corte e com o comprimento, já que tinha química e essas coisas; precisava cortar mesmo. Quando me olhei no espelho… Surpresa! Fiquei meio chocada, mas muuuito feliz. Tinha ficado lindo. Ela cortou de um jeito que valorizou… Agora eu só precisava reaprender a domar a cabeleira. Deixas os cachos cacheados, pois era o que queria. Foi aí que cheguei aos seus vídeos. E redescrobrir todo o charme de ser cacheada! Hoje me sinto bem, os fios ainda estão se reacostumando com a forma natural… Não pretendo mais alisar. Não sei, mas naturalizar o cabelo naturalizou muito de mim também. E é por isso que estou agradecendo. C’est ça!

Ah! Seu cabelo é maravilhoso! Lindo, lindo, mesmo!
E sim, continue postando dicas para as madeixas, tá?
-Sarah

Ela é Linda, não é? E o cabelo cacheado deu toda uma identidade.

Está na hora de libertar os caracóis e assumir a personalidade cheia de atitude que está por trás deles gente!!! Vamos soltar esse cabelão.

>>E se vocês querem mais dicas visite a categoria cabelo aqui do blog

 


Compartilhe:

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Pinterest

14 Comentários |